IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Empregos e carreiras


2º homem mais rico do país dá bolsa para graduação e pós aqui e no exterior

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/03/2019 04h00

Quem quiser concorrer a bolsas de estudo em cursos de graduação e pós no Brasil e intercâmbios acadêmicos no exterior tem até segunda (1°) para se inscrever no processo seletivo do programa Líderes Estudar, da Fundação Estudar, de Jorge Paulo Lemann, o segundo homem mais rico do Brasil. A inscrição é online.

O valor da bolsa é parcial (de 5% a 95%) e definido de acordo com o perfil acadêmico do candidato, a duração e o local do curso, e sua condição familiar, profissional e socioeconômica. É usado para cobrir o pagamento das mensalidades ou anuidades dos cursos, ou despesas como moradia, transporte, alimentação e livros.

Criada em 1991, a Fundação Estudar foi idealizada por três empresários, entre eles Lemann, o segundo mais rico do país e o 35° do mundo, com fortuna avaliada em US$ 22,8 bilhões. Ele é sócio da empresa de investimentos 3G Capital, dona de marcas como Burger King e Heinz. No Brasil, ele tem participação na Ambev, fabricante de cervejas como Brahma, Skol e Antarctica. Hoje, Lemann compõe o Conselho Consultivo da organização.

De acordo com a fundação, o programa já formou mais de 600 lideranças, em universidades como Harvard, Massachusetts Institute of Technology (MIT), Columbia e Stanford (EUA), Oxford (Inglaterra), Politecnico di Milano (Itália) e École Centrale de Paris (França), USP, Unicamp, Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), Fundação Getulio Vargas (FGV), Insper e Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), entre outras.

Para a Fundação Estudar, é esperado que, já formado, o ex-bolsista pague o valor original que recebeu, para que outros estudantes sejam beneficiados. Mas não há prazo definido, pois depende da trajetória da carreira de cada um. Também vale como pagamento dessa bolsa a participação ativa nos projetos e atividades da Fundação Estudar, na sua área de atuação.

São quatro categorias de bolsa

O foco do programa são estudantes com idades entre 16 e 34 anos, de todos os cursos. O candidato deve estar em processo de aceitação, matriculado ou cursando o ensino superior em uma das quatro categorias de bolsa:

  • Graduação completa no Brasil
  • Intercâmbio acadêmico de graduação ou duplo diploma no exterior (com assinatura da faculdade brasileira e da internacional, pois parte da graduação foi cursada no Brasil e parte no exterior)
  • Graduação completa no exterior
  • Pós-graduação no exterior

Na inscrição, o candidato à bolsa deve indicar na ficha quais são as universidades nas quais ele se candidatou.

Os cursos mais procurados no processo seletivo são direito, administração, engenharia civil, engenharia de produção e medicina.

Segundo a instituição, além de auxílio financeiro para cursar uma universidade de excelência, o programa oferece ainda mentoria, conexão com grandes executivos, cursos, fóruns e atividades focadas no desenvolvimento pessoal e profissional.

Entre os critérios de avaliação do candidato, estão excelência acadêmica e profissional, alto potencial intelectual, competências como liderança, empreendedorismo, pró atividade, criatividade, ética e gosto por desafios. A Fundação também levará em conta ideias inovadoras e transformadoras. A lista dos aprovados será divulgada no segundo semestre.

É possível pedir isenção da taxa de inscrição

A inscrição custa R$ 75 (graduação e intercâmbio) e R$ 150 (pós-graduação). Para quem não pode pagar a taxa, há possibilidade de solicitar isenção da taxa, opção está no portal junto com a inscrição.

O processo tem sete etapas consecutivas e eliminatórias: inscrição, testes de perfil e raciocínio lógico, vídeo e questionário, entrevista online, painel com ex-bolsistas (presencial), entrevista para aprofundamento da trajetória e entrevista final (presencial em São Paulo).

Inscrição no programa Líderes Estudar - https://bit.ly/2UTYyAA

Dicas de estudos: Aprenda a fazer um mapa mental

UOL Notícias

Mais Empregos e carreiras