IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Empregos e carreiras


Você não precisa acordar às 4h para ser produtivo e ter sucesso, diz autor

Lucas Gabriel Marins

Colaboração para o UOL, em Curitiba

04/04/2019 04h00

Você não precisa acordar às 4h da manhã para ser produtivo e alcançar sucesso profissional: o êxito na carreira não tem nada a ver com o horário em que você começa suas atividades, mas com a forma como você se organiza. É isso que defende Jeff Haden, autor do livro "The Motivation Myth: How High Achievers Really Set Themselves Up to Win" (O mito da motivação: como grandes realizadores realmente se programam para vencer).

Segundo ele, não importa quando você começa a trabalhar ou a que horas para. "O que interessa é o que você realiza durante as horas em que trabalha e como você estrutura seu dia da maneira mais produtiva possível. Talvez isso signifique ficar trancado por algumas horas para terminar um projeto, trabalhar de casa e depois ir para o escritório ou, ainda, trabalhar à noite", afirmou, em um texto publicado na revista Inc.

Deus ajuda quem cedo madruga?

A ideia de que acordar cedo é um hábito de pessoas bem-sucedidas, além de fazer parte do imaginário popular por causa de provérbios como "Deus ajuda quem cedo madruga", ganhou corpo há alguns anos graças a uma reportagem do "Wall Street Journal". O jornal norte-americano cunhou que a hora mais produtiva seria às 4h, pois há menos distrações, já que ninguém manda email nem faz ligações nesse horário.

A prática até que funciona para algumas pessoas, como o CEO da Apple, Tim Cook, que diz que sai da cama às 3h45, ou o escritor Dan Brown, que afirma começar sua rotina às 4h. Ou ainda a ex-CEO da Pepsico e atual membro do conselho da Amazon, Indra Nooyi, que também diz que se levanta às 4h. Entram para a lista ainda a ex-primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama e a apresentadora Oprah Winfrey.

Designer começa a trabalhar às 13h30

Mas essa regra não funciona para todo mundo. A designer Mariana Tuyuty, 27, por exemplo, não é nada produtiva pela manhã. Sócia da produtora audiovisual Pangea Narrativas Ilimitadas, de Curitiba, ela diz que prefere começar a trabalhar depois das 13h30. "Eu não funciono antes desse horário", afirmou.

Mariana organizou toda sua vida profissional com base em sua necessidade. Ela lida com as ocupações do seu dia a dia, como desenvolvimento de layouts, criação de logotipos e repostas de emails, até as 21h ou 22h.

Apps podem aumentar produtividade, diz especialista

O professor Gustavo Abib, da escola de administração da Universidade Federal do Paraná (UFPR), também defende que produtividade diz respeito à organização do tempo de trabalho, e não ao horário em que a pessoa sai da cama. Ele sugere o uso de aplicativos de produtividade para se organizar durante o dia.

Uma das recomendações dele é o Pipefy (disponível para iOS e Android), uma ferramenta desenvolvida aqui no Brasil que ajuda a organizar o fluxo de processos e estabelecer prioridades. Outra é a própria agenda do Gmail. "São ferramentas simples que podem facilitar o planejamento do dia a dia", disse.

Desempregados contam como estão se virando enquanto não acham trabalho

UOL Notícias

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Empregos e carreiras