IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Empregos e carreiras


País fecha 43.196 vagas formais em março, pior saldo para o mês em 2 anos

Do UOL, em São Paulo

2019-04-24T08:26:56

2019-04-24T13:35:59

24/04/2019 08h26Atualizada em 24/04/2019 13h35

O Brasil fechou 43.196 empregos com carteira assinada em março, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados pelo Ministério da Economia. É o pior saldo para o mês desde 2017, quando foram fechadas 63.624 vagas. Em março do ano passado, o resultado foi positivo, com 56.151 vagas abertas.

Apesar do fechamento de vagas no mês passado, o país acumulou criação de 179.543 vagas no primeiro trimestre, de acordo com o governo.

Esse resultado é o saldo, ou seja, a diferença entre contratações e demissões. Em em março, foram 1.261.177 admissões e 1.304.373 desligamentos.

Comércio lidera fechamento de vagas

Dos oito setores analisados, apenas três registraram saldo positivo de empregos. O setor de comércio foi o que mais fechou vagas:

  • Serviços: +4.572
  • Administração pública: +1.575
  • Extração mineral: +528
  • Serviços industriais de utilidade pública: -662
  • Indústria: -3.080
  • Construção civil: -7.781
  • Agropecuária: -9.545
  • Comércio: -28.803

IBGE faz pesquisa diferente

Os dados do Caged consideram apenas os empregos com carteira assinada. Existem outros números sobre desemprego apresentados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que são mais amplos, pois levam em conta todos os trabalhadores, com e sem carteira.

A última Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua registrou que o Brasil tinha, em média, 13,1 milhões de desempregados no trimestre encerrado em fevereiro.

(Com Reuters)

O que é o FGTS, como funciona e quem pode sacar?

UOL Notícias

Mais Empregos e carreiras