PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Empregos e carreiras

O que já se sabe sobre o novo concurso público da Caixa, com 1.000 vagas

Felipe de Souza

Colaboração para o UOL, em Campinas (SP)

22/07/2021 16h09

O anúncio de que a Caixa Econômica Federal vai contratar 10 mil pessoas gerou uma correria em todo o país atrás de informações sobre como conseguir o trabalho. Haverá um concurso para preencher 1.000 vagas voltado a pessoas com deficiência (PcD). Ainda há vagas para estagiários, já preenchidas, e para jovens aprendizes e vigilantes, e outras vagas que serão preenchidas por um concurso que já foi realizado.

Aos poucos os detalhes são conhecidos. Já se sabe que o concurso será realizado exclusivamente para pessoas com deficiência (PcD), e que o edital deve ser publicado até setembro.

As contratações acontecem em um momento de expansão do banco. Serão abertas 268 novas unidades, sendo 168 de varejo e 100 especializadas no atendimento a clientes do agronegócio. Deste modo, a instituição estará em todos os municípios do país com mais de 40 mil habitantes — ao todo, 258 cidades terão o atendimento bancário, sendo que 118 delas terão uma unidade da Caixa pela primeira vez. De acordo com o banco, 53 milhões de brasileiros serão beneficiados com a ação.

Veja as principais dúvidas sobre os cargos.

Como estão divididas essas 10 mil vagas?

Segundo a Caixa, serão contratados 4.000 concursados, sendo 1.000 pessoas com deficiência a partir de um novo concurso, 2.000 estagiários, 3.200 jovens aprendizes e 800 recepcionistas e vigilantes.

Qual o concurso que será aberto?

O concurso, que deve ter o edital publicado em setembro, será exclusivamente para preenchimento das vagas para pessoas com deficiência (PcD).

A hipótese mais provável até o momento, apurada pela reportagem, é que o concurso seja para técnico bancário. O cargo, que tem jornada de seis horas diárias, presta atendimento e fornece informações solicitadas pelos clientes; faz atividades administrativas; instrui, relata e acompanha processos administrativos e operacionais nas agências.

Se isso se confirmar, o candidato deve ter ensino médio, e o salário é, segundo a Caixa, de aproximadamente R$ 3 .000.

E as outras 3.000 vagas para concurso?

Essas são preenchidas por candidatos que já prestaram um concurso em 2014. Porém, segundo a Caixa, a contratação ainda depende de aprovação da Sest (Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais). Na época, mais de um milhão de pessoas se inscreveram e 30 mil foram aprovadas.

O concurso teria validade até 2018, mas, uma ação do Ministério Público do Trabalho do Distrito Federal e Tocantins prorrogou por tempo indeterminado a validade dos resultados, o que permitiria o chamado para estes novos cargos. Essa é a aprovação que precisa ser feita pela Sest, segundo fontes informaram ao UOL.

Quando vai acontecer o concurso?

Ainda não há uma data definida, mas sabe-se que ele deverá ser feito em até 60 dias após a publicação do edital. Então, se a publicação acontecer em setembro, as provas devem acontecer até novembro.

Quantos estagiários serão chamados?

Serão 2.000 estagiários contratados em todo o país. Ao UOL, o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) confirmou que já fez a seleção dos interessados para as vagas. Apesar do processo já ter sido finalizado, novas contratações podem acontecer se houver necessidade.

A bolsa-auxílio será entre R$ 400 e R$ 1.000, dependendo da carga horária e formação, e o vale-transporte será de R$ 130.

Quantos jovens aprendizes serão chamados?

Já os 3.200 jovens serão chamados por meio do Programa Adolescente Aprendiz, que promove a capacitação profissional em serviços bancários e administrativos. São jovens entre 15 e 17 anos e com renda familiar de até 50% do salário mínimo per capita (R$ 550).

A contratação de aprendizes para atuação na Caixa é feita por entidades sem fins lucrativos, selecionadas por meio de chamada pública e conveniadas para essa finalidade, conforme a Lei de Aprendizagem. A Caixa não abriu quais serão essas instituições ou qual a forma de se inscrever para essas vagas.

E as vagas para vigilantes e recepcionistas?

O preenchimento dessas vagas - 800 no total - deve ser feito por meio de empresas terceirizadas, mas a Caixa não divulgou quais serão elas, já que as contratações vão acontecer por todo o país.

Empregos e carreiras