Bolsas

Câmbio

Vários aplicativos prometem ajudar com o saque do FGTS, mas só um é oficial

Thâmara Kaoru

Colaboração para o UOL, em São Paulo

O governo decidiu liberar o dinheiro das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e isso deixou vários trabalhadores ansiosos para saber se têm algo a receber.

Uma forma de checar se tem recursos para sacar é usando um aplicativo de celular. Porém, ao entrar na loja de apps --seja na Google Play (Android), App Store (iOs) ou Windows Store--, o usuário se depara com dezenas de opções disponíveis.

Qual escolher?

Atenção: só este aplicativo do FGTS é oficial

Reprodução
Reprodução

FGTS, da Caixa

Só este aplicativo é oficial, criado pela Caixa Econômica Federal. O app permite consultar os depósitos em sua conta do FGTS, atualizar endereço e localizar os pontos de atendimento mais próximos. Após baixar o aplicativo, é preciso ler um contrato de prestação de serviços e clicar em "Aceitar". Depois, é preciso informar o número do NIS ou do PIS/Pasep (saiba como descobrir: http://zip.net/bstFsm). Em seguida, digite seu nome completo, nome da mãe, data de nascimento, município de nascimento, CPF e carteira de identidade. Crie uma senha.
Compartilhe
Arte UOL
Arte UOL

O que a Caixa diz sobre isso

Alguns dos aplicativos "concorrentes" dizem que redirecionam o usuário para o sistema da Caixa para obter os dados de seu FGTS, mas afirmam que não têm acesso às informações, apenas fazem o meio de campo. Procurada pelo UOL, a Caixa não informou como ocorre esse acesso aos dados do FGTS, nem se é permitido ou proibido. O banco disse que "está tomando as medidas cabíveis em relação às páginas, perfis e aplicativos que utilizam o nome da Caixa ou do FGTS sem a devida autorização". A Caixa disse, ainda, que "todas as informações oficiais sobre o FGTS estão disponíveis no site da Caixa e nos aplicativos e perfis do banco".
iStock
iStock

Cuidados ao baixar apps

Baixar um app no celular é muito simples e rápido, mas exige cuidado, segundo o professor Daniel Couto Gatti, do departamento de computação da PUC. Ele recomenda verificar quais autorizações são dadas ao instalar o app. "Em alguns casos, quando você baixa o aplicativo, dá permissão para que tenha acesso a seus dados e fotos. Eles podem utilizar esses dados. Não é porque está na loja do celular que é seguro", diz. No caso do FGTS, como é preciso fornecer o número do PIS e a senha para fazer a consulta do saldo, é maior o risco de ter os dados usados no futuro. Outro alerta que ele faz: verificar se o app é de uma empresa. "Pode ser que uma pessoa desenvolva o aplicativo e seja idôneo. Mas... corre-se o risco." Para ele, se há dúvidas, o melhor é procurar os aplicativos oficiais.

Veja abaixo alguns aplicativos 'genéricos'

Reprodução
Reprodução

FGTS Inativo: Como Sacar

Este aplicativo não é oficial. Ele foi desenvolvido pela empresa Now It Goes Apps. Ele apenas reúne notícias publicadas em sites e jornais sobre a liberação do FGTS.
Reprodução
Reprodução

Saldo FGTS Inativo

Este aplicativo não é oficial. Ele foi desenvolvido pela empresa DelxMobile Labs. Reúne notícias publicadas em sites e jornais sobre a liberação do FGTS.
Reprodução
Reprodução

Consulta FGTS e PIS - Saldo

Este aplicativo não é oficial. Ele foi desenvolvido pela empresa AppsHelper. Mostra o saldo do Fundo de Garantia e do PIS. Oferece ferramenta para calcular o valor do salário líquido (com os descontos).
Reprodução
Reprodução

FGTS Fácil - Extrato e Saldo

Este aplicativo não é oficial. Ele foi desenvolvido pela empresa Outfall Inc. Demostra o saldo do FGTS com os valores dos lançamentos mensais. Notifica o usuário quando o saldo é atualizado.
Reprodução
Reprodução

FGTS e CPF - Consulta Saldo

Este aplicativo não é oficial. Ele foi desenvolvido pela empresa MobillsLabs. Mostra o saldo do FGTS e a situação do CPF. Possui calculadora de porcentagem, juros e salário líquido (com descontos).

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos