Bolsas

Câmbio

Microsoft revela ataques de hackers com objetivos políticos

San Francisco, 2 Nov 2016 (AFP) - O grupo americano Microsoft advertiu nesta terça-feira para uma falha no Windows, recentemente exposta pelo Google, que está sendo explorada por hackers que atacam instituições políticas americanas.

O grupo de hackers, que a Microsoft chama "Strontium", lançou uma campanha de ataques contra alvos específicos, fundamentalmente agências governamentais ou instituições diplomáticas e militares, segundo Terry Myerson, vice-presidente da Microsoft encarregado do Windows.

A Microsoft assinala que "Strontium" tem as características dos grupos de hackers que contam com o apoio de algum Estado, sem precisar qual.

Este grupo é geralmente descrito pelos especialistas em cibersegurança como sofisticado e com ligações com a Rússia. Suspeita-se que seja o responsável pelo ataque recente a servidores do Partido Democrata.

Os hackers exploram falhas de segurança no Windows e no Flash, um programa do Adobe, para instalar janelas ocultas de acesso aos computadores.

O Google denunciou estas falhas na véspera, qualificando-as de "particularmente graves", e advertiu que estão sendo "ativamente exploradas".

soe/dg/lr

MICROSOFT

ADOBE SYSTEMS

GOOGLE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos