Bolsas

Câmbio

McDonald's vende 80% de seus negócios na China por US$ 2,08 bilhões

Pequim, 9 Jan 2017 (AFP) - O McDonald's anunciou nesta segunda-feira a venda, por 2,08 bilhões de dólares, de 80% de suas operações na China continental e em Hong Kong, embora queira continuar estendendo sua rede de restaurantes franqueados.

O McDonald's venderá, assim, 1.750 restaurantes que tem no país a um consórcio chinês e ao fundo Carlyle.

O consórcio chinês com participação estatal Citic e o fundo de investimento americano terão uma participação de 80% em uma nova companhia que a partir de agora administrará as franquias do McDonald's na China continental e em Hong Kong.

Citic controlará 52% da coempresa, a Carlyle, 28%, e o McDonald's manterá 20% por um período de vinte anos, anunciaram as companhias em um comunicado comum.

"Trabalhando juntos vamos desbloquear um crescimento ainda mais rápido", disse o conselheiro delegado de McDonald's, Steve Easterbrook, que aposta pelo peso financeiro de seus novos sócios para renovar e estender sua rede.

O Citic, um grande conglomerado controlado pelo Estado com interesses nos setores de energia, indústria e no ramo imobiliário, justificou a compra para ampliar sua presença no setor do consumo "que se transformará no principal motor da economia chinesa nas próximas décadas".

"Os recursos do Citic e do Carlyle permitirão ao McDonald's expandir-se rapidamente e renovar velhos restaurantes, que sempre é caro", disse o analista Ben Cavender, do China Market Research Group, à Bloomberg News.

O líder mundial da comida rápida, conhecido por seu "Big Mac" espera poder abrir outros 1.500 restaurantes na China nos próximos cinco anos, apoiando-se no rápido crescimento da classe média e na urbanização das cidades médias, onde ainda está pouco estabelecido.

A China continua sendo um mercado crucial para o McDonald's. "A população ativa chinesa é maior do que a dos Estados Unidos e da Europa juntos. À medida que suas receitam aumentam, as pessoas gastam mais em lazer e comida fora de casa", afirmou a companhia.

A venda faz parte de uma mudança de estratégia internacional do McDonald's para enfrentar a queda das vendas em países como França e Estados Unidos.

Em 2016 McDonald's havia cerca de 2.400 restaurantes na China continental e 240 em Hong Kong, mas menos de um terço eram franquias.

Com mais de 5.000 restaurantes KFC e 1.600 Pizza Hut, Yum China (filial da americana Yum Brands) continua sendo a primeira rede de fast-food ocidental na China.

Além do McDonald's, presente no país desde 1990, há ainda marcas americanas como Subway e KFC, assim como concorrentes asiáticas e chinesas, que apostam em descontos especiais locais para atrair seus clientes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos