Bolsas

Câmbio

Norsk Hydro é obrigada a reduzir sua produção na Alunorte no Pará

Oslo, 28 Fev 2018 (AFP) - A Norsk Hydro se prepara para reduzir em 50% a produção em sua refinaria brasileira de alumina Alunorte, a maior do mundo, depois de uma ordem das autoridades brasileiras que a acusam de danos ambientais, anunciou nesta quarta-feira a produtora norueguesa de alumínio.

As autoridades brasileiras suspeitam que a empresa contaminou a água do município de Barcarena, no Pará, com resíduos de bauxita que teriam transbordado para uma bacia da fábrica depois de fortes chuvas entre 16 e 17 de fevereiro.

A Norsk Hydro assegura que não encontrou nenhum rastro de vazamento.

O grupo norueguês, que não conseguiu reduzir o nível das águas residuais na bacia dentro do prazo estabelecido, indicou que foi notificado pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará sobre a obrigação de reduzir sua produção em 50% na Alunorte antes de 1o. de março.

"Apesar de ser cedo para determinar sua amplitude e seu impacto, a redução da produção poderá ter consequências operacionais e financeiras significativas", alertou, em um comunicado.

A Alunorte, propriedade de 92,1% da Norsk Hydro, produz 5,8 milhões de toneladas de alumina ao ano.

A alumina, que é extraída da bauxita, é a principal matéria-prima para produzir alumínio.

phy/cbw/phv/sgf.zm/cn

NORSK HYDRO

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos