PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Desemprego volta a subir nos EUA, em meio à pandemia

23/07/2020 11h52

Washington, 23 Jul 2020 (AFP) - O aumento nos casos de coronavírus nos Estados Unidos alimentou novos pedidos de seguro-desemprego, que chegaram a 1,4 milhão na semana passada - apontam dados divulgados pelo Departamento do Trabalho nesta quinta-feira (23).

"Na semana que terminou em 18 de julho, o número provisório de pedidos iniciais foi de 1,4 milhão, um aumento de 109.000 em relação aos dados revisados da semana anterior", afirmou o Departamento em um comunicado.

Esses números surpreenderam os analistas, que esperavam uma queda que chegaria a 1,285 milhão.

Esta é a primeira vez desde abril - quando os números começaram a se endireitar após a onda de demissões em março, devido ao início do confinamento - que o indicador de desemprego sobe semana a semana.

Na última semana de março, foi registrado um recorde de 6,6 milhões de solicitações semanais.

O aumento do vírus em várias áreas do país levou ao fechamento de estabelecimentos comerciais, pela segunda vez, na tentativa de conter as infecções.

País com mais mortes por coronavírus, com mais de 143.190 óbitos, os Estados Unidos registraram 64.000 novos casos nas últimas 24 horas, segundo a Universidade Johns Hopkins.

"A mensagem geral é que uma economia capaz de se recuperar está estagnada pelas preocupações de saúde", alertou no Twitter o principal assessor econômico da Allianz, Mohamed A. El-Erian.

Essa alta nos pedidos de seguro-desemprego acontece no momento em que se aproxima o fim a ajuda adicional de US$ 600 por semana para os desempregados, e o Congresso negocia um novo plano de ajuda.

an/piz/tt