PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Após anúncio otimista sobre vacina contra covid-19, Wall Street caminha para recordes

09/11/2020 13h19

Nova York, 9 Nov 2020 (AFP) - Depois de uma grande abertura sobre o anúncio de uma vacina eficaz contra o coronavírus, Wall Street caminha para novos recordes com aumentos significativos nos estoques que sofreram com a pandemia e quedas em alguns que se beneficiaram da crise.

Às 14h50 GMT, o Dow Jones Industrial Average subiu 4,37%, a 29.561,67 unidades, - um novo recorde - depois de ultrapassar 5% na abertura, e o tecnológico Nasdaq teve alta de 0,89%, a 12.001,14, um pouco abaixo do aumento de 1,25% da abertura. O S&P 500 subiu 3,72%, a 3.640 unidades, acima de seu recorde de fechamento no início de setembro.

As ações da Pfizer dispararam 17% antes da abertura. No meio da manhã, a alta era de 8,86%, após o anúncio de que a vacina que desenvolve junto com a BioNTech (+ 20%) é "90% eficaz" contra a covid-19.

Os mercados internacionais dispararam após o anúncio da Pfizer e da BioNTech, com base nos resultados publicados de seu teste de Fase 3.

Essa eficácia na proteção dos pacientes contra o vírus SARS-CoV-2 foi alcançada sete dias após a segunda dose da vacina e 28 dias após a primeira, afirmaram a farmacêutica americana e a empresa alemã de biotecnologia em um comunicado conjunto.

O anúncio esperançoso impulsionou as ações europeias e foi saudado como "uma grande notícia" por Donald Trump.

Os outros grupos farmacêuticos na praça de Nova York se beneficiaram desta notícia, que chega quando o número de infecções por coronavírus atinge níveis recordes em grande parte do mundo, e uma parte da Europa está novamente confinada.

As ações da Merck subiram mais de 4%, enquanto as ações da Johnson & Johnson subiram 3,8%.

O anúncio foi um alívio para as empresas que sofreram muito com a pandemia no mercado de ações.

Na segunda-feira, com a alta na Bolsa de Nova York, "as ações de setores severamente afetados pela pandemia estavam comandando o show do mercado", observaram analistas da Schwab.

"As notícias do fim de semana com diversos meios de comunicação declarando Joe Biden o vencedor das eleições presidenciais de 2020 nos Estados Unidos também ajudaram o mercado, que ganha clareza em uma disputa muito polêmica", acrescentaram.

O mercado de ações já teve fortes ganhos na semana passada, incorporando a perspectiva de uma vitória de Biden na eleição presidencial dos EUA, confirmada no sábado, combinada com um Senado que provavelmente será dominado por republicanos, que se moverão para a oposição.

vmt/lo/esp/mr/lda/mr/cc/tt