PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

As principais verificações da AFP nesta semana

29/01/2021 11h01

Rio de Janeiro, 29 Jan 2021 (AFP) - Veja a seguir a seleção das principais verificações da AFP nesta semana:

1 - BOLSONARO GASTOU 15 MILHÕES COM LEITE CONDENSADO EM 2020?

Após o jornal Metrópoles divulgar, no último dia 24 de janeiro, os valores gastos pelo governo federal com produtos alimentícios em 2020, usuários passaram a compartilhar a alegação de que o presidente Jair Bolsonaro gastou, sozinho, R$ 15 milhões com leite condensado no mesmo período. Isso não é verdade. Esse valor se refere a quanto foi gasto por todos os órgãos do Executivo com o produto. Deste total, 94,85% foi gasto, na realidade, pelo Ministério da Defesa.

http://u.afp.com/BolsonaroLeite

2 - CARREATA PEDE IMPEACHMENT DE BOLSONARO EM BRASÍLIA

Uma gravação mostrando vários carros adornados com bandeiras do Brasil e fazendo um buzinaço, acompanhada da afirmação de que se trata de um dos atos pedindo o impeachment de Jair Bolsonaro ocorridos no final de semana de 23 de janeiro, foi visualizada mais de 488 mil vezes nas redes sociais. Mas isso é falso: a sequência, na verdade, é de uma carreata a favor do atual presidente em maio de 2020.

http://u.afp.com/CarreataBolsonaro

3 - OXIGÊNIO FOI CORTADO EM MANAUS DEVIDO À DÍVIDA DE R$ 52 MILHÕES COM WHITE MARTINS

Publicações compartilhadas cerca de 800 vezes nas redes sociais ao menos desde o último 15 de janeiro alegam que a falta de oxigênio nos hospitais de Manaus decorre de uma dívida de cerca de R$ 52 milhões do governo estadual com a fornecedora White Martins. Isso é falso. Segundo a empresa, que explicou que a necessidade de oxigênio durante a crise ultrapassou a sua capacidade de produção, a dívida do estado é atualmente de R$ 8,3 milhões.

http://u.afp.com/Dívida

4 - LUCIANO HANG DOOU 200 CILINDROS DE OXIGÊNIO A MANAUS

Publicações compartilhadas mais de 55 mil vezes em redes sociais desde meados de janeiro asseguram que o empresário Luciano Hang, dono da rede varejista Havan, havia doado 200 cilindros de oxigênio para amenizar a crise de saúde que afeta a cidade de Manaus desde o início deste ano. Isso é falso. A informação foi negada pela assessoria da Havan e o governo do Amazonas afirmou não ter sido informado sobre "qualquer doação" do empresário até 25 de janeiro. Uma semana após a viralização do conteúdo, Hang reconheceu que não havia enviado os cilindros, mas anunciou ter decidido fazer a doação, confirmada pelo governo amazonense.

http://u.afp.com/HavanOxigenio

5 - BOLSONARO APAGOU FOTOS COM CLOROQUINA DE SUAS REDES

Publicações compartilhadas mais de 80 mil vezes desde 19 de janeiro de 2021 afirmam que o presidente Jair Bolsonaro apagou todas as suas fotos em que promove o uso de cloroquina como prevenção contra a covid-19. Essa alegação, entretanto, é falsa, já que registros como esses ainda podem ser vistos nas páginas do mandatário no Facebook, Instagram e Twitter até o dia 28 de janeiro de 2021.

http://u.afp.com/BolsonaroFotos

6 - HOSPITAIS ESTÃO EM CRISE PORQUE RECURSOS FORAM DESVIADOS PARA PROJETOS CULTURAIS

Uma lista de recursos supostamente desviados do orçamento de hospitais públicos para financiar projetos culturais foi compartilhada mais de 75 mil vezes em redes sociais desde janeiro de 2019. As quantias são, na verdade, valores aprovados para captação pela lei Rouanet que, em sua maioria, não foram obtidos. Os recursos não seriam, ainda, diretamente retirados do orçamento público, uma vez que essa lei funciona permitindo que empresas patrocinem projetos e abatam o valor do Imposto de Renda.

http://u.afp.com/RouanetHospitais

7 - APROVAÇÃO DE BOLSONARO ATINGE 80%, SEGUNDO PESQUISA IBOPE

Um meme compartilhado mais de 6,7 mil vezes nas redes sociais desde o último dia 18 de janeiro afirma que uma pesquisa Ibope revelou que a aprovação do presidente Jair Bolsonaro chegou a 80%. Mas isso é falso: uma consulta às pesquisas divulgadas pelo instituto mostrou que na análise mais recente, de 16 de dezembro de 2020, a aprovação do mandatário estava em 46%.

http://u.afp.com/BolsonaroAprovacao

8 - CORONAVAC É 0,38% MELHOR QUE O PLACEBO

Publicações que somam milhares de interações nas redes sociais desde o último dia 14 de janeiro afirmam que o imunizante contra a covid-19 CoronaVac seria apenas 0,38% melhor que o placebo, já que o resultado de sua eficácia foi de 50,38%. Mas, segundo especialistas consultados, a eficácia global de 50,38% significa que essa porcentagem dos vacinados está totalmente protegida da covid-19. Os outros 49,62%, apesar de poderem contrair a doença, também desenvolvem anticorpos, o que pode reduzir a incidência de casos moderados e graves.

http://u.afp.com/CoronaVacPlacebo