PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Nasdaq cai em Wall Street, preocupada com alta das taxas de bônus do Tesouro

22/02/2021 19h17

Nova York, 22 Fev 2021 (AFP) - O Nasdaq fechou em forte queda nesta segunda-feira (22) em um mercado cada vez mais preocupado com a alta nas taxas de juros dos bônus do Tesouro americano com prazos de 10 e 30 anos.

O índice tecnológico Nasdaq caiu 2,46%, a 13.533,05 pontos, enquanto o índice ampliado S&P 500 recuou 0,78%, a 3.876,47 unidades, e o Dow Jones subiu 0,09%, a 31,522,09.

"Se a taxa a dez anos continuar aumentando, isto poderá levar a uma correção da bolsa", advertiu Peter Cardillo, da Spartan Capital Securities.

A taxa de juros a 10 anos dos bônus do Tesouro americano se situava a 1,3653% (+2,16%) às 21H25 GMT (18h25 de Brasília), após ter alcançado na madrugada de domingo para segunda um máximo de 1,3925% em um ano.

A taxa a 30 anos também subiu, a 2,1770% (+2,04%).

Este movimento indica, segundo vários especialistas, que o mercado se prepara para uma inflação nos Estados Unidos este ano.

"O acesso fácil à liquidez e as taxas baixas sempre são boas para o mercado de ações", explica Cardillo. "As empresas podem competir para pagar os melhores dividendos", destaca.

"Mas quando a tendência se inverte, custa mais caro às empresas tomar créditos e financiar seus projetos", acrescentou este especialista.

Com importantes custos de desenvolvimento e muito focadas em suas perspectivas de crescimento, as empresas do setor tecnológico sofrem particularmente com este aumento das taxas de juros dos bônus do Tesouro.

Apple (-2,98%), Alphabet (-1,65%) e Amazon (-2,13%) fecharam em queda nesta segunda-feira. A Tesla caiu 8,55%.

A particularidade da situação atual, destaca Cardillo, é que o aumento das taxas de bônus não será necessariamente acompanhado de um aumento das taxas de referência do Federal Reserve (Fed, banco central americano), atualmente em níveis superbaixos, de 0% a 0,25%, para impulsionar o crescimento.

Seu presidente, Jerome Powell, falará de política monetária na terça-feira aos senadores e na quarta-feira aos representantes (deputados) no Congresso.

Entre os valores do dia, a ação da Boeing caiu 2,11%. A fabricante de aeronaves ordenou manter em solo todos os aviões comerciais 777 que têm o modelo do motor questionado no incêndio ocorrido sábado no Colorado - no total 128 aeronaves.

dho/juj/mr/tly/mvv

PUBLICIDADE