PUBLICIDADE
IPCA
+0,31 Abr.2021
Topo

Governo finaliza com sucesso semana de leilões de infraestrutura

09/04/2021 19h47

São Paulo, 9 Abr 2021 (AFP) - Os leilões de concessões de 22 aeroportos, uma ferrovia e cinco portos esta semana no Brasil foram rentáveis para o governo de Jair Bolsonaro, com 10 bilhões de reais em investimentos previstos.

Foram 28 lotes arrematados durante a "Infra Week", como foi chamada a série de três pregões dominados pela infraestrutura do setor dos transportes, em que o grupo francês Vinci foi o único estrangeiro a investir em uma concessão.

Os leilões foram importantes para mostrar a capacidade do Brasil de atrair investimentos apesar da fragilidade da economia, devastada pela pandemia do coronavírus, que já deixou mais de 345 mil mortos no país.

"Estamos muito felizes porque mostramos que o Brasil é o país do futuro", declarou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, nesta sexta-feira (9), no final do último dia do evento.

A Infra Week terminou com a concessão de cinco terminais portuários, por um valor total de 216 milhões de reais, com 600 milhões de investimentos em jogo.

Mas o dia mais lucrativo para o governo federal foi quarta-feira, com a arrecadação de 3,3 bilhões de reais em concessões de aeroportos e, sobretudo, o dobro dos investimentos para os próximos 30 anos.

Os dois blocos mais importantes, os da região Sul (nove aeroportos, por 2,1 bilhões de reais) e Central (seis aeroportos, por 754 milhões de reais), foram concedidos ao grupo brasileiro CCR.

O grupo francês Vinci obteve a concessão de sete aeroportos na região Norte, incluindo o de Manaus, por 420 milhões de reais.

O aeroporto de Manaus é o terceiro maior do Brasil em transporte de mercadorias, devido à zona franca industrial da cidade, onde são fabricados diversos produtos eletrônicos.

Na quinta-feira, o leilão da concessão por 35 anos dos 537 quilômetros da ferrovia Fiol, na Bahia, não teve o mesmo sucesso que os demais. O governo conseguiu uma única oferta, no preço inicial estipulado de 32 milhões de reais.

No entanto, o governo espera cerca de 3,3 bilhões de reais em investimentos, dos quais mais de um terço serão utilizados para a conclusão das obras da ferrovia, que é dedicada em grande parte ao transporte de cereais e minerais destinados à exportação.

lg/pr/val/ic/am