Petróleo fecha em baixa, após aumento de inventários nos EUA

O petróleo fechou em baixa nesta quarta-feira (13), após o aumento dos inventários do óleo cru e da gasolina nos Estados Unidos, em parte vinculado a um desaquecimento da demanda.

O preço do barril de Brent para entrega em novembro recuou 0,19%, fechando a 91,88 dólares em Londres.

Seu equivalente americano, o West Texas Intermediate (WTI), se contraiu 0,36% nos contratos de outubro, fechando a 88,52 dólares em Nova York.

Os dados dos Estados Unidos "acalmaram o entusiasmo do mercado", explicou Phil Flynn, do Price Futures Group. 

O boletim semanal da agência americana de energia mostrou que os inventários comerciais de petróleo cru somaram 4 milhões de barris na semana passada, muito acima dos 2,5 milhões esperados pelos analistas, segundo consenso da Bloomberg.

A semana passada foi a primeira positiva para os inventários comerciais desde o começo de agosto.

O aumento foi atribuído a uma queda das exportações (-37% em uma semana) e a um crescimento das importações (+11%), mas também à queda de 11% do volume da gasolina entregue aos Estados Unidos.

Flynn disse que o mercado também ficou inquieto após a publicação do índice de preços ao consumidor de agosto, que mostrou uma aceleração da inflação a 3,7% interanual, frente a 3,2% em julho.

"Esse dado foi um pouco mais alto do que o esperado (3,6%), o que pôs os preços sob pressão", afirmou o analista. Os operadores temiam que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) mantivesse a austeridade monetária para conter a inflação, sob o risco de asfixiar a economia.

Continua após a publicidade

tu/spi/gm/ll/mvv/am

© Agence France-Presse

Deixe seu comentário

Só para assinantes