Bolsas

Câmbio

Banco central chinês suspende crédito offshore em yuan

Bloomberg News

(Bloomberg) -- O banco central da China instruiu alguns bancos chineses de Hong Kong, há duas semanas, a suspenderem os empréstimos offshore em yuans com o objetivo de limitar a venda a descoberto e reduzir a liquidez, segundo pessoas informadas sobre o assunto.

O Banco Popular da China pediu a bancos como o BOC Hong Kong (Holdings) e o Industrial Commercial Bank of China (Asia) no dia 11 de janeiro a limitação dos empréstimos, com exceção dos necessários, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as instruções não foram tornadas públicas. O banco central não emitiu nenhuma outra instrução desde então, disseram elas.

O banco central também pediu que alguns bancos e empresas do país coletassem informações a respeito de pedidos de venda a descoberto no mercado offshore de yuans a partir de 1o de janeiro após notar a volatilidade no final do ano passado, disseram duas dessas pessoas.

O governo chinês tem procurado fortalecer o yuan em meio ao aumento das saídas de capital e das apostas de que o yuan se desvalorizará com o enfraquecimento do crescimento econômico. Os especuladores do yuan que entram em posições vendidas deverão "sofrer enormes prejuízos" porque o banco central adotará medidas para estabilizar a moeda, disse a agência oficial de notícias Xinhua em um comentário, no sábado.

As apostas especulativas contra o yuan "são um dos poucos meios para que os investidores estrangeiros expressem seu pessimismo em relação à economia da China", disse Tommy Ong, diretor-gerente de tesouro e mercados do DBS Bank em Hong Kong. "O mercado offshore está um pouco mais pessimista em relação a uma possível intervenção do que o onshore".

Os preços do yuan offshore permaneciam praticamente inalterados na quarta-feira, em 6,6121 por dólar, às 14h45 em Hong Kong, com a moeda em baixa de 0,7 por cento no ano. A moeda avançou 1,5 por cento no dia 11 de janeiro em meio à especulação de intervenção do PBOC. O banco central comprou yuan offshore naquele dia, disseram as pessoas.

O banco central chinês, o BOC Hong Kong e o ICBC Asia não responderam imediatamente aos pedidos de comentário da Bloomberg.

Exigências de reserva

Entre os esforços recentes para estabilizar a moeda, que chegou a cair 3 por cento neste ano, estão a imposição de exigências de reserva sobre os depósitos em yuan mantidos na parte continental do país em bancos offshore participantes.

As suspensões à realização de transações em yuan para clientes offshore no mercado onshore também foram impostas no mês passado pelo banco central, disseram pessoas informadas sobre o assunto, uma repressão que veio em um momento em que o spread crescente entre offshore e onshore tornava rentável a compra da moeda em Hong Kong para venda em Xangai.

O DBS Group Holdings e o Standard Chartered estavam entre os bancos suspensos de alguns negócios de câmbio na China, disseram pessoas informadas sobre o assunto.

O banco central tem confrontado a volatilidade no mercado cambial desde uma desvalorização do yuan, em agosto, e a decisão tomada no mês passado de ligar seu valor a uma cesta de outras moedas, em vez do dólar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos