Bolsas

Câmbio

Indicador favorito de Buffett não dá leitura exata economia EUA

Luke Kawa

(Bloomberg) -- É comum ouvir que o indicador de atividade econômica favorito do presidente do conselho e CEO da Berkshire Hathaway, Warren Buffett, é o tráfego ferroviário.

Economistas do Bank of America também descobriram que o poder de previsão do indicador adotado isoladamente por Buffett é especialmente forte em relação a outros indicadores semanais da atividade real.

Isto torna a projeção recente para o tráfego ferroviário, cuja média móvel de quatro semanas está em queda de 7,8% na comparação ano a ano, especialmente preocupante.

A citação comum a respeito do indicador favorito de Buffett, contudo, está um tanto incompleta. A frase completa de uma entrevista de 2009 inclui as cargas dos vagões e a tonelagem transportada em caminhões como aquilo em que o chamado oráculo de Omaha se concentraria se fosse abandonado em uma ilha deserta por um mês.

Por alguma razão -- talvez pelo fato de a divisão ferroviária da Berkshire ser muito maior que a de caminhões -- a segunda parte da declaração de Buffett normalmente é ignorada.

E um relatório recente da Bespoke Investment Group ressalta por que é importante ampliar a definição do indicador favorito do oráculo para multiplicar os indicadores da atividade de carga e conseguir, assim, uma leitura mais precisa sobre a situação da economia dos EUA.

A Bespoke observou a tendência de caminhões serem substituídos na eventualidade de uma grande queda dos preços do petróleo e vice-versa.

Em outras palavras, o transporte rodoviário de carga fica relativamente mais barato com a queda dos preços dos combustíveis porque esses veículos usam mais combustível do que os trens para transportar as cargas por uma determinada distância.

"Podemos dizer com absoluta certeza que as mudanças relativas entre o trem e a tonelagem rodoviária são impulsionadas principalmente pelas oscilações dos preços do petróleo", escreveram os analistas. "Estimamos que a mudança do trem para o caminhão continuará no futuro".

O tráfego de caminhões, pontua sua equipe, registra alta de 5,5 por cento na comparação ano a ano até maio, dando a impressão de uma sólida expansão nos EUA.

"Tenha isto em mente ao usar qualquer índice como indicador único da atividade econômica!", concluem os analistas. "Nenhum deles mostra um panorama claro".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos