Bolsas

Câmbio

Recuperação global de mercado de títulos começa a enfraquecer

Wes Goodman

(Bloomberg) -- A recuperação global do mercado de títulos está se desfazendo.

O rendimento médio dos títulos no G-7 Government Index, do Bank of America, subiu para 0,58 por cento, patamar mais elevado em cinco semanas. Esse movimento é uma recuperação da mínima recorde de 0,45 por cento registrada em julho. O Japão encabeçou a queda e os rendimentos estão subindo da Austrália à Alemanha.

Os títulos globais dispararam a partir do fim de junho porque a decisão do Reino Unido, em referendo, de sair da União Europeia gerou expectativas de que a economia global desaceleraria a ponto de impedir que o Federal Reserve dos EUA elevasse os juros. Agora, investidores e analistas estão questionando se os rendimentos caíram demais. Donald Trump disse que os juros dos EUA estão artificialmente baixos e Bill Gross disse que os rendimentos em mínimas recorde não valem a pena o risco. A alta dos títulos soberanos japoneses de longo prazo provavelmente já acabou, de acordo com a Pacific Investment Management.

"Vamos voltar aos patamares normais no mercado de títulos", disse Kazuaki Oh'E, chefe de renda fixa da CIBC World Markets Japan em Tóquio. "A economia mundial vai bem".

O rendimento da nota americana com vencimento em dez anos subiu 1 ponto-base, ou 0,01 ponto percentual, para 1,57 por cento, às 10h42 de quarta-feira pelo horário de Nova York, mostram dados do Bloomberg Bond Trader. O título com rendimento de 1,625 por cento e vencimento em maio de 2026 estava em 100 1/2. O rendimento subiu do piso recorde de 1,32 por cento em julho.

Ganhos perdidos

Os ganhos registrados pelos títulos neste ano estão se transformando em perdas. O G-7 Government Index caiu 0,6 por cento nos dois primeiros dias de agosto, reduzindo o retorno deste ano para 6,1 por cento.

As taxas de juros estipuladas pelo Federal Reserve "estão artificialmente baixas", disse Trump, candidato republicano à presidência dos EUA, em entrevista por telefone à Fox Business na terça-feira.

Gross, que construiu o maior fundo de renda fixa do mundo na Pimco e agora está na Janus Capital Group, com sede em Denver, nos EUA, reiterou seu alerta de que os rendimentos mínimos significam que os títulos estão especialmente vulneráveis porque um pequeno aumento do rendimento pode provocar uma grande queda do preço.

O rendimento da nota japonesa com vencimento em dez anos pulou do piso recorde de -0,30 por cento, registrado em julho, para -0,091 por cento, de acordo com a Japan Bond Trading. Os títulos no país registraram a maior queda em três anos na terça-feira.

A Pimco disse que a alta dos títulos do Japão provavelmente já acabou porque o banco central estendeu a política monetária ao máximo possível.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos