Bolsas

Câmbio

México surge como mercado emergente mais atrativo para investir

Masaki Kondo e Yumi Teso

(Bloomberg) -- O México é o mercado emergente mais atrativo para os investidores, com base em uma série de métricas analisadas pela Bloomberg, incluindo crescimento, rendimentos e avaliações das ações. A Índia é o pior.

O México viu sua moeda escorregar e os rendimentos dos títulos subirem com a eleição do presidente dos EUA, Donald Trump, em novembro, após as duras críticas dele ao país por, segundo ele, roubar empregos americanos. Mesmo após a moderação da forte queda inicial, o rendimento dos títulos de 10 anos ainda está mais de um ponto percentual acima do patamar anterior à eleição americana. A taxa de câmbio real efetiva do peso está próxima do menor nível em 21 anos, o que amplia a perspectiva de lucro para os exportadores.

"A moeda e os títulos do México têm sido muito vendidos", disse Akira Takei, que ajuda a administrar o equivalente a US$ 440 bilhões como gerente de fundo da Asset Management One em Tóquio. Ele disse que as expectativas de desvalorização do dólar o convenceram a manter uma proporção maior de pesos e títulos do governo mexicano em seu portfólio do que o recomendado pelas referências que acompanha.

Os analistas subiram em quase 5% a projeção do peso para o quarto trimestre desde fevereiro, para 20,50 por dólar, depois que a moeda do México se recuperou de parte dos declínios que começaram em novembro.

A Índia é o país em desenvolvimento menos atrativo para os investidores porque as ações, os títulos e a moeda do país estão relativamente caros. O NSE Nifty 50 Index da Índia bateu um recorde e o Sensex atingiu o nível mais alto em dois anos na semana passada porque a vitória eleitoral do partido do primeiro-ministro Narendra Modi no maior estado do país gerou o otimismo de que ele irá acelerar as reformas, incluindo a introdução de um imposto sobre produtos e serviços.

O novo imposto "é ótimo a médio prazo, mas haverá alguma perturbação no consumo nos meses seguintes à sua introdução", disse Vaninder Singh, economista da NatWest Markets em Cingapura.

Singh concorda que a Índia parece pouco atrativa para os investidores no momento. "Será preciso ver uma correção nos mercados de ações e, como consequência, também na rúpia indiana."

Métricas

A análise da Bloomberg cobre nove dos 10 países que participam do Emerging Market Currency Index do JPMorgan. Cingapura foi excluído por ser considerado um país desenvolvido.

A atratividade de cada país é computada pelo seguinte critério, com projeções compiladas de pesquisas da Bloomberg com analistas e economistas:

- Projeção de crescimento do PIB para 2017;

- Projeção de saldo em conta-corrente para 2017 em relação ao PIB;

- Índice preço/lucro do principal índice acionário;

- Rendimento dos títulos de 10 anos;

- Taxa de câmbio real efetiva baseada em dados do Banco de Compensações Internacionais;

- Volatilidade implícita da taxa de câmbio;

- Classificação do crédito soberano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos