Bolsas

Câmbio

Americanos estão tirando mais dias de férias, aponta pesquisa

Rebecca Greenfield

(Bloomberg) -- Os americanos são notoriamente ruins para tirar os poucos dias de férias remuneradas oferecidos por seus empregadores. Mas existe uma forma de fazer com que as pessoas tirem mais férias remuneradas: dar mais férias a elas.

Com a recuperação da economia dos EUA, as empresas estão oferecendo aos empregados melhores benefícios de todos os tipos, incluindo mais dias de férias. No ano passado, os trabalhadores com empregos em tempo integral que tiraram férias remuneradas ganharam, em média, 22,6 dias de férias remuneradas, 0,7 dia a mais do que no ano anterior, segundo uma pesquisa anual da Project: Time Off, uma iniciativa financiada pelo setor de viagens para levar mais pessoas a tirarem férias.

Os trabalhadores também estão usando mais dias, apontou a pesquisa. No ano passado, tomaram uma média de 16,8 dias de descanso, mais de meio dia a mais do que no ano anterior e quase um dia completo a mais que em 2013. "Meio dia é bastante", disse Katie Denis, diretora sênior da Project: Time Off.

A pesquisa realizada com 7.331 trabalhadores não englobou o grupo de trabalhadores americanos não-governamentais, incluindo os de meio período, que não recebem férias remuneradas. (Os trabalhadores com menores salários tendem a receber o menor tempo de férias remuneradas, segundo o Escritório de Estatísticas do Trabalho dos EUA).

Quando os trabalhadores se sentem mais à vontade com seus trabalhos, eles também se sentem mais à vontade para tirar dias de férias, disse Evren Esen, diretora de programas de pesquisa da Sociedade de Gestão de Recursos Humanos (SHRM, na sigla em inglês). "Durante a recessão e o pós-recessão, pode ter havido uma sensação maior de 'eu preciso estar lá, preciso garantir a segurança do meu emprego' e de não poder descansar e tirar férias muitas vezes por ano", disse ela.

Essas atitudes não desapareceram completamente. Mais da metade dos trabalhadores consultados está deixando de tirar parte de seus dias de férias remuneradas, descobriu a Project: Time Off. Mesmo que tirem mais dias de férias, a diferença entre o número de dias oferecidos a eles e o número de dias que eles acabam tirando está diminuindo.

Indagado sobre o que os impede de tirar mais descansos remunerados, um quarto dos consultados respondeu que não tira férias por medo de ser visto como menos dedicado ao trabalho, ou como alguém substituível; cerca de um quinto afirmou que teme perder um aumento ou uma promoção caso tire todos os dias de férias. "Mais do que qualquer outra coisa, há esse medo de ser visto como substituível", disse Desin. "Nós temos esses medos pós-recessão que ainda permanecem."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos