Bolsas

Câmbio

Uber anuncia mudanças e nomeia diretora independente no conselho

Eric Newcomer

(Bloomberg) -- Um representante do conselho de administração da Uber Technologies disse que os diretores aceitaram todas as recomendações de uma investigação sobre assédio sexual no trabalho, mas não esclareceu qual será o destino do CEO Travis Kalanick nem de seu chefe de negócios.

A empresa de transporte compartilhado planeja começar a implementar as mudanças, que ainda não foram divulgadas, no início desta semana e vai informá-las aos funcionários em uma reunião na terça-feira. A companhia pretende nomear Wan Ling Martello, vice-presidente executiva da Nestlé, para o conselho, disseram pessoas com conhecimento do assunto. A empresa não quis fazer mais comentários.

Na agenda da reunião de domingo que durou seis horas constavam uma possível licença para Kalanick e um provável adeus para seu amigo pessoal e chefe de negócios Emil Michael. O envolvimento da dupla em pelo menos dois incidentes -- a manipulação incorreta dos registros médicos de uma vítima de estupro na Índia e uma visita a um bar de karaokê de Seul que teria ocasionado uma queixa do departamento de recursos humanos -- surgiu durante as investigações realizadas pelo ex-procurador-geral dos EUA Eric Holder, informou a Bloomberg.

A investigação realizada pelo escritório de advocacia de Holder, Covington & Burling e uma outra análise de assuntos de RH, conduzida pelo escritório Perkins Coie, foram causadas pelas acusações de assédio sexual e discriminação da ex-funcionária Susan Fowler em fevereiro. Em pouco tempo, o escopo expandiu para incluir mais de 200 queixas de RH e resultou na demissão de mais de 20 funcionários. Eric Alexander, que supervisionava os negócios na Ásia, foi embora na semana passada em meio a relatos da polêmica sobre o caso de estupro na Índia.

Além de responder à enxurrada de escândalos, Kalanick teve que lidar com a morte acidental da mãe, cujo funeral foi sexta-feira.

À medida que a atenção se volta para o CEO da Uber e um de seus vices, a incerteza destaca uma debilidade crítica nas mais altas esferas da empresa. Nos últimos quatro meses, a Uber perdeu um presidente e os chefes das unidades de condução autônoma, finanças, mapeamento, política, engenharia de software e produtos e crescimento. O cargo de diretor financeiro continua vago e a empresa busca ativamente um diretor operacional para ajudar Kalanick na liderança.

A nova integrante do conselho, Martello, tem experiência em administrar forças de trabalho dispersas. Ela foi vice-presidente executiva de comércio eletrônico global da Wal-Mart Stores. Na Nestlé, foi diretora financeira antes de se tornar chefe para Ásia, Oceania e África Subsaariana na gigante do setor de alimentos. Ela também é diretora na Alibaba Group Holding e participa do comitê de auditoria. Não ficou claro se sua nomeação foi concluída na reunião de domingo.

A Uber está correndo para preencher as lacunas em sua liderança. Na semana passada, a empresa anunciou a contratação de Frances Frei, professora da Faculdade de Administração de Harvard, como vice-presidente sênior de estratégia e liderança, e de Bozoma Saint John, da Apple, como diretora de marca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos