Flórida quer rivalizar com Vale do Silício em tecnologia

Jonathan Levin

(Bloomberg) -- Munido de vastos recursos de capital de risco de empresas como Alibaba e Google, o fundador da Magic Leap, Rony Abovitz, tenta casar o mundo real ao imaginário. Coloque um par de seus óculos de realidade mista e -- segundo a publicidade -- veja aparecer dragões cuspindo fogo na sala de sua casa e baleias de tamanho natural nadando no ginásio da escola.

No entanto, a empresa não tem sede em nenhum polo tecnológico da Costa Oeste dos EUA, e sim no cálido sul da Flórida. É o mesmo caso da JetSmarter, a empresa de reserva de aviões fretados financiada pelo rapper Shawn "Jay-Z" Carter e por membros da família real saudita, e da Chewy, a loja virtual de suprimentos para animais de estimação adquirida pela PetSmart por US$ 3,35 bilhões.

Essas empresas não indicam uma fuga generalizada de São Francisco em direção à Flórida, mas são um começo. Os investidores em capital de risco mais que duplicaram suas dotações na Flórida nos últimos cinco anos para um recorde de US$ 1,7 bilhão, maior aumento entre os cinco principais mercados, segundo dados da Associação Nacional do Capital de Risco e da Pitchbook. Esses investimentos podem lançar as bases para algo maior, já que as empresas da atualidade dão origem a equipes de engenheiros experientes com ideias próprias.

"Essa coisa só vai acelerar", disse Jeff Ransdell, sócio-fundador da Rokk3r Fuel, com sede em Miami, que investe em startups locais e está criando um novo fundo.

A Magic Leap, comandada por Abovitz, ex-aluno da Universidade de Miami, é em si mesma parte importante dessa história. A empresa captou US$ 793,5 milhões no ano passado em uma rodada de financiamento que lhe garantiu a avaliação de US$ 4,5 bilhões, e cerca de 80 por cento de sua equipe -- ou 800 funcionários -- trabalha no sul da Flórida. Entre os investidores estão a Alibaba de Jack Ma e o Google, da Alphabet.

Abovitz se recorda de uma época em que administrar uma startup de tecnologia no sul da Flórida era algo visto como estar "sozinho em um bote salva-vidas por minha conta e risco", disse ele ao público da conferência eMerge Americas, em Miami Beach, em junho. Isso mudou, e a região pode estar à beira de um avanço, disse ele.

A Magic Leap não respondeu ao pedido de entrevista.

Inverno quente

Para os governos e as câmaras empresariais da Flórida, a tecnologia e o capital de risco estão entre os alvos mais recentes de uma iniciativa para convencer empreendedores e investidores de que podem fazer seus trabalhos em qualquer lugar na atualidade -- então, por que não na Flórida, onde o inverno é quente e não existe imposto de renda estadual? Os defensores também podem ressaltar os espaços para escritórios relativamente baratos e o custo de vida razoável. Dê US$ 1 milhão a uma startup de Miami e o dinheiro durará três a quatro vezes mais do que no Vale do Silício, segundo Ransdell, da Rokk3r Fuel, um ex-diretor administrativo do Merrill Lynch.

As vantagens são "incomparáveis em relação ao que se pode conseguir em qualquer lugar da Costa Oeste", disse Rodolfo Saccoman, fundador da AdMobilize, com sede em Miami Beach, uma empresa de inteligência artificial e um dos alvos de investimento da Rokk3r.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos