Venda de maconha legalizada atrai multidões na Califórnia

Jennifer Kaplan

  • Robyn Beck/AFP Photo

    Consumidores vão às lojas no primeiro dia de venda da maconha legalizada no Estado da Califórnia (EUA)

    Consumidores vão às lojas no primeiro dia de venda da maconha legalizada no Estado da Califórnia (EUA)

(Bloomberg) -- A Califórnia comemorou a chegada do ano-novo com um novo produto recém-legalizado: a maconha. Os investidores responderam levando as ações de empresas que atendem ao setor para altas recordes.

O estado legalizou oficialmente a maconha na segunda-feira (1º), e os clientes fizeram fila para comemorar o momento histórico em San Diego, Sacramento e Oakland --alguns dos municípios autorizados a vender a erva. No entanto, em Los Angeles e São Francisco, que são a primeira e a quarta maiores cidades do Estado, os clientes foram embora de mãos vazias.

"Eu tinha que vir no primeiro dia", disse Peter Papineau, de 40 anos, enquanto esperava na fila do dispensário Harbor Collective, em San Diego. "Já estava na hora."

Anteriormente, Papineau tinha uma recomendação médica para o uso de cannabis, mas não a renovou depois que os eleitores da Califórnia aprovaram a legalização da planta para uso recreativo, em um referendo realizado em novembro de 2016.

As lojas de maconha medicinal, legalizadas na Califórnia há mais de duas décadas, devem receber novas autorizações estaduais para continuar funcionando.

"Estou animado de poder ir a uma loja para comprar maconha em vez de conseguir apenas um pacotinho", disse Will Doudna, de 21 anos, que estava na fila do Harbor Colletive com dois amigos. Ele também tinha uma recomendação médica, mas deixou que ela vencesse.

O mercado de maconha no Estado deve atingir US$ 3,7 bilhões neste ano e mais de US$ 5,1 bilhões em 2019, de acordo com a empresa de pesquisa BDS Analytics.

Outros sete Estados e o distrito de Columbia legalizaram o uso recreativo da maconha, impulsionando um mercado que deve passar dos US$ 6 bilhões registrados em 2016 para US$ 50 bilhões em 2026, segundo estimativas da Cowen & Co.

As vendas começaram na terça-feira (2) em West Hollywood, mas os clientes em algumas outras cidades terão que esperar. As lojas de São Francisco devem iniciar as vendas de maconha recreativa para adultos na sexta-feira (5). Em Los Angeles, as vendas devem demorar pelo menos mais algumas semanas para começar.

O Bloomberg Intelligence Global Cannabis CP Index disparou 15% e atingiu um recorde na terça-feira. A Kush Bottles, que fabrica embalagens para cannabis, subiu 7%, para US$ 4,39, perto de uma alta recorde.

A Scotts Miracle-Gro, que fabrica fertilizantes e iluminação para o cultivo, subiu 1,4%, para US$ 108,47, o patamar mais alto desde que a ação começou a ser negociada, em 1992.

Até a tarde de terça-feira, cerca de 465 empresas haviam recebido licenças do Estado para operar legalmente segundo os novos regulamentos da Califórnia, de acordo com um comunicado do Bureau of Cannabis Control.

"Este é um dia histórico para o estado da Califórnia", disse Lori Ajax, diretora do Bureau of Cannabis Control, no comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos