ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Microsoft acelera investimentos no Brasil com volta da demanda

Fabiola Moura e Christiana Sciaudone

15/02/2018 10h05

(Bloomberg) -- A Microsoft está pisando no acelerador no Brasil.

"Os investimentos no país não param de crescer", disse Paula Bellizia, a chefe da Microsoft Corp. para o Brasil, no escritório da empresa em São Paulo. "O apetite de empresas de todos os tamanhos para serviços na nuvem no Brasil é gigante".

O otimismo vem após anos difíceis para a maior economia da América Latina, quando o crescimento atingiu o ponto mais baixo da história. Nos anos de recessão, os clientes abordavam a Microsoft com o desafio de reduzir custos, disse Bellizia. Agora, é "Como podemos inovar?"

Em seu terceiro trimestre fiscal encerrado em setembro, a Microsoft disse estar vendo sinais de melhoria e estabilidade no Brasil, onde a empresa havia relatado "fraqueza" e um cenário econômico desafiador 15 meses antes.

Em um sinal da fé no Brasil, a empresa com sede em Redmond, em Washington, começará a fazer negócios na moeda local em vez de dólares, a partir de 19 de fevereiro, terminando uma prática de quase três décadas.

"Agora estamos assumindo os riscos de volatilidade associados ao real", disse Bellizia.

O negócio da nuvem está crescendo a uma taxa de cerca de 40% no Brasil, disse ela. A demanda tradicional de PC também está voltando, gerando vendas do software Office.

A Microsoft não é a única a apostar no negócio de nuvem no país. A Amazon.com Inc. também vem se expandindo no Brasil, com um marketplace de eletrônicos e utensílios domésticos, mas também com serviços de nuvem, um setor que domina nos EUA.

--Com a colaboração de Dina Bass

Mais Economia