ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Um terço da geração Y não comprará casa,diz think tank britânico

Lucy Meakin

17/04/2018 12h13

(Bloomberg) -- Devido à queda dos índices de propriedade de residências no Reino Unido, um terço dos millennials passará a vida em casas alugadas, segundo relatório da Resolution Foundation.

Uma proporção que pode chegar a metade da geração estará alugando -- no setor privado ou no setor público -- na faixa dos 40 anos e um terço ainda não terá casa quando se aposentar, afirmou a Resolution em pesquisa publicada nesta terça-feira. O think tank calcula que esse padrão pode dobrar a conta de benefícios residenciais para aposentados do Reino Unido para 16 bilhões de libras (US$ 23 bilhões) até 2060, contra 6,3 bilhões de libras hoje.

O relatório mostrou que, aos 30 anos, quatro em cada 10 millennials moram em acomodações particulares alugadas, o dobro da taxa da geração anterior e quatro vezes a dos baby boomers (pessoas com mais de 60 anos). Um contingente de 1,8 milhão de famílias com filhos, um número recorde, também aluga de forma privada, contra 600.000 há apenas 15 anos, mostra o relatório.

"Os problemas de moradia do Reino Unido se transformaram em uma crise completa nas últimas décadas e os jovens estão sobrecarregados -- gastando uma fatia recorde de sua renda em habitação para morar em acomodações menores e alugadas", disse Lindsay Judge, analista de políticas sênior da Resolution. "Para ser relevante e efetiva para pessoas de todas as idades, qualquer estratégia habitacional deve incluir essa combinação de apoio para locatários e compradores de primeira viagem e, fundamentalmente, um nível de construção civil que corresponda ao que o país precisa."

No fim de 2017 estavam sendo construídas 11.000 unidades de propriedades para alugar, 9 por cento a mais do que no fim de 2016 e 140 por cento a mais do que o nível médio de fim de ano do período de oito anos de 2009 a 2016, segundo dados compilados pela Molior London.

--Com a colaboração de Sharon Smyth

Mais Economia