PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Mercado de energia solar da China vê queda em capacidade nova

Bloomberg News

28/05/2018 11h25

(Bloomberg) -- A China, país que mais investe em energia limpa, provavelmente registrará um declínio nas adições de capacidade de energia solar pela primeira vez em quatro anos em meio à redução de novas autorizações em algumas regiões e à busca por um uso melhor da capacidade já instalada.

A nova capacidade solar adicionada não passará de 40 gigawatts neste ano após um recorde de instalações de 53 gigawatts no ano passado, disse Sun Xingping, presidente da GCL New Energy Holdings, uma unidade da maior fabricante de lâminas (wafers) de painéis solares do mundo, em entrevista, em Xangai, citando projetos em fase de planejamento. Essa será a primeira queda anual em instalações de energia solar na China desde 2014, segundo dados compilados pela Bloomberg New Energy Finance.

Empresas e autoridades chinesas têm corrido para ampliar a geração de eletricidade verde em meio ao esforço para limpar o céu poluído do país. Apesar de a capacidade solar do país ter disparado, suas usinas sofrem o contingenciamento mais severo do mundo, situação em que as usinas ficam ociosas porque o acesso à rede é restrito. Em resposta, o governo está reduzindo novas autorizações em regiões com capacidade ociosa, incluindo a Mongólia Interior.

A projeção da Sun é compatível com a visão da CECEP Solar Energy e da Associação da Indústria Fotovoltaica da China.

"O mercado não pode continuar crescendo a esse ritmo para sempre", disse Wang Bohua, secretário-geral da associação, acrescentando que as novas instalações deste ano terão 30 a 45 gigawatts de capacidade. O presidente da CECEP, Zhang Huixue, disse que a capacidade instalada desacelerará em 2018 sem oferecer uma estimativa.

A expansão agressiva de capacidade e as disputas comerciais com a Índia e os EUA sugerem que o mercado de energia solar upstream da China pode estar a caminho de um excedente significativo a partir de 2018, afirmou a Daiwa Capital Markets Hong Kong no mês passado. As instalações solares domésticas podem cair para 45 gigawatts neste ano, disseram os analistas.

To contact Bloomberg News staff for this story: Feifei Shen em Pequim, fshen11@bloomberg.net