PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Apple anuncia fundo de energia limpa de US$ 300 mi para China

Mark Gurman

13/07/2018 11h57

(Bloomberg) -- Em meio à expansão de suas iniciativas ambientais a Apple anunciou um fundo de US$ 300 milhões para a promoção de energias limpas na China.

A fabricante do iPhone afirmou que está criando o fundo para ampliar o uso de energia renovável em sua cadeia de abastecimento, espalhada por diversas regiões da China. A empresa e 10 de suas principais fornecedoras e parceiras de fabricação, grupo que inclui Corning, Pegatron, Wistron e Luxshare Precision Industry, farão contribuições ao fundo nos próximos quatro anos, anunciou a empresa com sede em Cupertino, na Califórnia, na quinta-feira, em comunicado.

O fundo será administrado pela DWS Group, braço de gerenciamento de ativos do Deutsche Bank. A DWS também investirá no fundo.

Os recursos serão direcionados ao desenvolvimento de projetos que totalizarão um gigawatt em energia renovável na China, informou a Apple. Em 2015, a Apple se comprometeu a usar energia limpa em sua cadeia de abastecimento e afirmou que esperava criar 4 gigawatts de energia renovável em todo o mundo até 2020, mais do que a meta de 3 gigawatts que foi anunciada neste ano.

Atualmente, a Apple usa energia renovável em 100 por cento de suas instalações em todo o mundo. Neste ano, a empresa também ajudou as fornecedoras de alumínio Alcoa e Rio Tinto Aluminum a iniciarem o desenvolvimento de uma nova tecnologia que elimina as emissões de gases causadores do efeito estufa durante a produção. A tecnologia deverá estar pronta em 2024.