PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Putin diz que petróleo está `perfeitamente bem' em US$ 60

Henry Meyer e Andrey Biryukov

28/11/2018 14h50

(Bloomberg) -- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que os preços atuais do petróleo, em torno de US$ 60 por barril, estão "perfeitamente bem" para seu país, acrescentando que Moscou está a postos para trabalhar com a Opep, se necessário, para estabilizar o mercado após uma grande queda. Há duas semanas, Putin disse que o barril a US$ 70 agradava a Rússia.

Ele ressaltou o sucesso do acordo da Opep e de seus aliados para reduzir a produção e reservou um elogio individual ao príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman.

"Esta é efetivamente uma conquista da Arábia Saudita e do príncipe herdeiro, que foi quem iniciou este trabalho", disse Putin em uma conferência de investimentos em Moscou nesta quarta-feira. "Isso levou a resultados positivos."

Por ora, a Rússia reluta em se comprometer com novos cortes de oferta e discutirá o assunto com aliados da Organização dos Países Exportadores de Petróleo em Viena, na semana que vem. Neste fim de semana, Putin se reunirá com o príncipe herdeiro em Buenos Aires, em paralelo à cúpula do Grupo dos 20.

O encontro é uma demonstração de apoio ao governante de facto da Arábia Saudita, pressionado dentro e fora do país desde o assassinato do jornalista saudita e dissidente Jamal Khashoggi no consulado do país em Istambul, no mês passado. O presidente dos EUA, Donald Trump, não se reunirá com o saudita na Argentina.

Putin disse que o preço atual do petróleo é "equilibrado e justo" e muito superior ao nível de que a Rússia precisa para cumprir suas projeções de orçamento. "Se necessário, estaremos em contato com a Opep, continuaremos esse trabalho conjunto", disse.

Repórteres da matéria original: Henry Meyer em Moscou, hmeyer4@bloomberg.net;Andrey Biryukov em Moscou, abiryukov5@bloomberg.net