IPCA
0.43 Fev.2019
Topo

LyondellBasell quer fazer oferta pela Braskem em 2019: Fontes

Sabrina Valle e Cristiane Lucchesi

2018-12-13T11:54:39

13/12/2018 11h54

(Bloomberg) -- LyondellBasell pretende fazer uma oferta pela rival brasileira Braskem depois que o novo governo de Jair Bolsonaro tomar posse em 2019, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

LyondellBasell quer conversar com membros do novo governo antes de fazer uma oferta, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as discussões são privadas. As negociações devem envolver Roberto Castello Branco, escolhido pelo governo Bolsonaro para ser o futuro presidente da Petrobras, já que a estatal de petróleo é a segunda maior acionista da Braskem, com 36% de participação, disseram as pessoas.

A companhia americana já teve conversas exclusivas com a Braskem neste ano sobre a ideia de adquirir a fatia da Odebrecht na petroquímica, que inclui a maior parte das ações ordinárias. A Braskem tem um valor de mercado de aproximadamente R$ 39 bilhões.

Esta pode ser a maior aquisição da LyondellBasell e pode torná-la a maior produtora mundial de polipropileno e polietileno, resinas usadas em uma ampla gama de produtos plásticos, de sacolas a autopeças.

A Petrobras avalia vender a sua participação na Braskem. Qualquer oferta da LyondellBasell pela fatia da Odebrecht terá de ser automaticamente estendida para as ações da Petrobras e de todos os demais acionistas. A Petrobras terá 60 dias a partir da oferta para tomar uma decisão.

No plano de negócios 2019-2023 divulgado na semana passada, Petrobras anunciou investimentos de US$ 300 milhões em petroquímica e disse que aguarda oferta final da Lyondell para decidir se exerce o direito de tag along.

Petrobras, Odebrecht, Braskem e LyondellBasell não quiseram comentar.

Mais Economia