PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Agronegócio

Aves grandes são coisa do passado, frango pequeno é que dá lucro

Lydia Mulvany e Shruti Date Singh

01/03/2019 11h36

(Bloomberg) -- Algumas empresas de frango estão se saindo bem apesar dos recentes preços baixos. Outras estão tendo prejuízo. Um importante fator é o tamanho das aves que elas estão vendendo.

A tendência a aumentar o tamanho das galinhas, que durou décadas, agora chegou ao fim, de acordo com o JPMorgan Chase. Aves grandes - de nove quilos ou mais - têm mais frequentemente o chamado peito "de madeira", algo péssimo para quem gosta de frango, porque torna a carne excepcionalmente dura. Os preços da carne de peito desses animais caíram para mínimos históricos no fim do ano passado e apenas estão começando a se recuperar.

"O peso das aves representa um obstáculo por causa do peito duro como madeira e também por causa de receios dos consumidores com a pesagem e a criação", disse o CEO da Sanderson Farms, Joe Sanderson Jr., na terça-feira. "Além disso, os funcionários também têm receios relativos ao manuseio de galinhas maiores."

Em 2017, itens como asas de frango desossadas, feitas de carne de peito, e asas gigantes fizeram sucesso. Os preços do peito subiram para o patamar mais alto em vários anos. Então, em 2018, varejistas e restaurantes pararam de oferecer frango, preferindo carne bovina e suína, e os preços despencaram.

Agora, até mesmo aves de tamanho médio - de 1,8 a 2,7 quilos - estão em alta. Essa é a que os consumidores compram nos supermercados, embaladas em bandejas. Os preços subiram 1,4 por cento em relação ao ano anterior no período de três meses encerrado em 31 de janeiro, segundo a Sanderson Farms.

As aves embaladas em bandejas estão se saindo bem porque os consumidores se acostumaram a comprar mais frango nos supermercados a partir de 2008, durante a recessão, e nunca mais voltaram atrás, disse Sanderson, em entrevista. Os americanos "têm mais dinheiro agora, mas não voltaram a frequentar restaurantes como faziam antes da recessão".

As aves pequenas de cerca de 1,8 quilo são destinadas às empresas de comida rápida e são uma commodity badalada. A venda para esse segmento está ajudando as empresas de frango a aumentar os lucros, disse Michael Cockrell, diretor financeiro da Sanderson Farms.

A companhia com sede em Laurel, no Mississippi, tem sete fábricas de "desossa de aves grandes" e cinco de aves embaladas em bandejas. Grande parte do setor está lucrando, e apenas uma pequena fatia está perdendo dinheiro.

A Pilgrim's Pride afirmou no início deste mês que sua diversidade em relação ao tamanho das aves é o que está dando-lhe impulso em um mercado difícil. A Sanderson Farms divulgou na terça-feira um prejuízo líquido trimestral menor do que as expectativas dos analistas.

Agronegócio