PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Família fundadora de Aspen coloca à venda mansão na montanha

James Tarmy

22/03/2019 14h51

(Bloomberg) -- O industrialista Walter Paepcke é mais conhecido por ter fundado o Aspen Institute com sua esposa Elizabeth em 1949. Eles desenvolveram o centro da cidade por meio da Aspen Skiing e foram os principais responsáveis por colocar a antiga cidade mineira no mapa.

Mas a família também dedicava seu tempo na região a atividades mais bucólicas. "Minha mãe adorava a natureza, os animais selvagens e as flores", diz a filha de Paepcke, Paula Zurcher, hoje com 90 anos. "Nós caminhávamos por todas as montanhas."

Em um desses passeios idílicos, a família encontrou o Erickson Ranch, uma fazenda de 161 hectares a apenas 10 minutos de carro do centro de Aspen, e comprou-o de imediato.

Eles mantiveram a propriedade intacta até a morte de Paepcke em 1960, ano em que Elizabeth vendeu cerca de 40 hectares. A família conservou o restante por mais 30 anos, até a morte de Elizabeth, em 1994.

A partir daí, os herdeiros começaram a subdividir a propriedade.

Uma das irmãs de Zurcher vendeu 40 hectares a Leslie Wexner, fundador e presidente do conselho da L Brands, diz Zurcher. Os 80 hectares restantes foram parcelados em lotes ainda menores. Zurcher ficou com dois. Em um deles, ela encomendou ao arquiteto Harry Teague a construção de uma casa contemporânea de 631 metros quadrados com sete quartos e cinco banheiros completos em 2000. A construção demorou dois anos.

Sua intenção inicial era ter uma casa de férias - Zurcher morava na área da Baía de São Francisco -, mas ela acabou se mudando para lá em 2004. Agora, 19 anos depois da construção de casa e mais de 70 anos depois de seu pai ter comprado o terreno, Zurcher se despedirá do imóvel, anunciado pela corretora da Christie's International Real Estate em Aspen por US$ 17,95 milhões.

A casa

Zurcher era amiga de Teague, que projetou arquitetura cívica, comercial e residencial na região. Ela gostava do trabalho dele e lhe pediu para construir uma casa que pudesse exibir sua coleção de arte africana e pré-colombiana, que fosse mantida com bastante facilidade (a casa é feita de madeira de celeiros antigos, metal oxidado, estuque e vidro, materiais que não exigem muita manutenção) e que acomodasse seus quatro filhos e muitos netos.

A casa também tem experiência no quesito entretenimento de grande escala. Zurcher e sua família continuam sendo membros ativos da comunidade de Aspen, e ela deu várias festas - de Halloween, aniversários e outras - e organizou eventos de arrecadação de fundos para suas instituições preferidas, como o Centro de Estudos Ambientais de Aspen.

A casa, segundo Zurcher, "é para quem quiser estar afastado de Aspen e de seu requinte, mas também quiser poder chegar ao centro da cidade em cinco ou 10 minutos".

Ela acrescenta que, após 70 anos de desenvolvimento gradual, esse processo chegou ao fim: a propriedade não pode ser mais subdividida.