PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

China faz compra recorde de suínos dos EUA com avanço de doença

Isis Almeida e Dominic Carey

11/04/2019 13h13

(Bloomberg) -- A China fez sua maior compra de carne suína dos Estados Unidos de todos os tempos enquanto enfrenta uma doença mortal que varre o rebanho do país e aumenta sua demanda por importações.

Os EUA venderam 77.700 toneladas de carne suína para a China na semana encerrada em 4 de abril, mesmo com as tarifas impostas aos suínos americanos, segundo dados divulgados na quinta-feira pelo Departamento de Agricultura dos EUA. A compra ocorre em um momento em que a febre suína africana se espalha por quase toda a China, a maior consumidora de carne de porco do mundo. Não há dados de que a doença seja prejudicial aos humanos.

As exportações semanais de carne suína foram "surpreendentemente enormes", disse Dennis Smith, analista sênior de pecuária e corretor da Archer Financial Services. "Qualquer um que tivesse alguma dúvida sobre a situação na China deveria tomar nota. Calculo que a parte chinesa das exportações corresponda a cerca de 1,1 milhão de suínos."

As vendas para a China responderam por cerca de 45% da produção americana da semana passada, disse Smith.

Os EUA também divulgaram suas vendas para a Coreia do Sul, Chile, Japão e Canadá, enquanto seu principal mercado, o México, praticamente não apareceu nos dados. As exportações totais somaram 90.700 toneladas, o maior volume desde fevereiro, segundo dados do USDA.

Para contatar o editora responsável por esta notícia: Patricia Xavier, pbernardino1@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Isis Almeida em Londres, ialmeida3@bloomberg.net;Dominic Carey em Washington, dcarey5@bloomberg.net

PUBLICIDADE