PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Walmart cria ferramenta para monitorar custos de tarifas

Matthew Boyle

12/06/2019 14h25

(Bloomberg) -- O Walmart atualizou a rede de informações usada diariamente por fornecedores para permitir que informem aumentos de custo diretamente relacionados às maiores tarifas impostas sobre produtos chineses.

A varejista introduziu a ferramenta, chamada de "Cenário de Mudança de Custo", há um ano, que está sendo usada em diversas categorias de produtos, segundo memorandos internos e e-mails aos quais a Bloomberg teve acesso. O aplicativo on-line, cuja existência não havia sido divulgada anteriormente, substitui os formulários no Excel que fornecedores precisavam preencher manualmente. O novo processo é mais rápido e permite que fornecedores escolham um motivo para o aumento de custos a partir de um menu que inclui tarifas, mão de obra, transporte e matérias-primas.

A medida mostra como a maior varejista do mundo, que vende bilhões de dólares em mercadorias fabricadas anualmente na China, está incorporando a realidade das tarifas em suas operações diárias. O Walmart saiu relativamente ileso das primeiras rodadas de tarifas sobre as importações do maior parceiro comercial dos EUA. Mas isso mudou quando o governo americano decidiu cobrar uma taxa de 25% sobre US$ 200 bilhões em mercadorias que incluem produtos como bolsas e móveis, além de iniciar outro processo para taxar outros US$ 300 bilhões em artigos como roupas, calçados e eletrônicos.

Um porta-voz do Walmart não quis comentar.