IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Diretores de Hollywood criam barreiras para Netflix ganhar Oscar

Anousha Sakoui

27/06/2019 06h43

(Bloomberg) -- Pode ser simplesmente simbólico, mas o sindicato que representa os diretores de Hollywood, como Steven Spielberg e Christopher Nolan, traçou uma linha divisória para empresas de streaming que queiram competir pelos prêmios de maior prestígio do setor.

O Directors Guild of America (Sindicato dos Diretores dos EUA), cujo prêmio anual mais importante pode sinalizar quem ganhará o Oscar de melhor filme, mudou suas regras para favorecer filmes lançados nos cinemas. Como resultado, um filme com estreia simultânea nos cinemas e on-line não poderá competir pela prêmio de Melhor Direção do sindicato, segundo comunicado divulgado na quarta-feira.

A decisão destaca a divisão entre os tradicionalistas, como Spielberg e Nolan, que querem que seus filmes sejam vistos nos cinemas, e os recém-chegados como a Netflix, juntamente com as novas e diversas vozes que apoia.

Embora a Netflix promova uma estreia exclusiva -- e por um curto período -- de seus melhores filmes e documentários antes do lançamento em streaming, a maioria de seus filmes e documentários está apenas disponível on-line. A regra também eliminaria da disputa muitos filmes planejados pelos estúdios para seus próprios serviços de streaming no futuro.

Até agora, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que realiza a premiação do Oscar, não seguiu os mesmos passos, embora suas políticas estejam em discussão. A academia, que agora inclui muitos membros que trabalharam com a Netflix, permite que os chamados lançamentos de dia e data concorram por seus prêmios.

Mais Economia