PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

China compra ativos de energia no Peru por US$ 3,6 bi

Simon Casey e Will Wade

30/09/2019 13h40

(Bloomberg) -- A China Three Gorges continua sua onda de compras na América do Sul. A gigante estatal de eletricidade fechou um acordo de US $ 3,6 bilhões para a aquisição dos ativos da Sempra Energy no Peru.

A aquisição inclui a participação de 84% da Sempra na concessionária Luz del Sur e dois empreendimentos relacionados, informou a empresa com sede em San Diego em comunicado na segunda-feira. A Sempra também chegou a um acordo para fornecer gás natural liquefeito à China Three Gorges.

A China Three Gorges compra ativos na América do Sul enquanto o governo em Pequim pressiona a empresa a investir em energia renovável e outros ativos no exterior. Parte da estratégia é abrir oportunidades para exportar tecnologia chinesa para redes de energia, usinas nucleares e hidrelétricas, disse Elchin Mammadov, analista de concessionárias da Bloomberg Intelligence, em Londres.

"Existem muitos lugares onde podem se expandir", disse Mammadov. Na América do Sul, "governos locais, ao contrário dos EUA, são receptivos a eles".

Negócios na América Latina

A China Three Gorges foi a compradora em quatro das 15 maiores vendas de ativos de energia da América Latina a empresas chinesas. Em termos financeiros, a venda de segunda-feira é a maior desde que a empresa garantiu uma concessão de 30 anos para operar as usinas hidrelétricas de Jupiá e Ilha Solteira em 2015 por US$ 3,7 bilhões, segundo dados compilados pela Bloomberg.

A empresa também adquiriu uma barragem de 456 megawatts no Peru em abril da Odebrecht por US$ 1,4 bilhão. Em 2016, pagou US$ 1,2 bilhão pelos ativos brasileiros da Duke Energy.

A China Three Gorges também está de olho em outros ativos de energia da América do Sul. Em junho, avaliava um acordo para obter o controle dos negócios da EDP-Energias de Portugal no Brasil. E, em julho, considerou fazer uma oferta pela participação majoritária da Actis na produtora de energia renovável chilena Aela Energia.

Como parte do acordo anunciado na segunda-feira, a China Yangtze Power, controlada pela China Three Gorges, também vai comprar a participação da Sempra na Tecsur, que presta serviços de construção para a Luz del Sur e outros clientes, e também a Inland Energy, o braço de geração da Luz del Sur.

Pressão ativista

A venda ocorre cerca de um ano após a Sempra chegar a um acordo com o investidor bilionário Paul Singer, da Elliott Management, e com a Bluescape Resources, que pressionaram a empresa a otimizar as operações. Os ativistas ganharam assentos no conselho da Sempra em setembro de 2018, encerrando um confronto público de três meses para pressionar a empresa a vender seus ativos na América Latina e um negócio de gás natural liquefeito nos EUA.

A Sempra espera anunciar um acordo para vender as chilenas Chilquinta Energia e a Tecnored no quarto trimestre, informou a empresa em comunicado na segunda-feira.

A Sempra poderia usar os recursos da venda para a China Three Gorges para financiar outras operações, especialmente seus negócios de gás natural liquefeito, disse Kit Konolige, analista da Bloomberg Intelligence.

--Com a colaboração de Brian Eckhouse e Christine Buurma.

Repórteres da matéria original: Simon Casey em N York, scasey4@bloomberg.net;Will Wade em N York, wwade4@bloomberg.net