PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Com meta de redução da pobreza, China quer criar mais suínos

Bloomberg News

27/12/2019 11h28

(Bloomberg) -- A China quer que grandes produtores de carne suína invistam bilhões em fazendas de porcos em áreas rurais para combater a pobreza e aumentar o fornecimento de carne, que sofreu forte redução devido à peste suína africana.

Cerca de 15 grandes empresas de criação de porcos planejam investir 50 bilhões de yuans (US$ 7,14 bilhões) em fazendas de suínos de menor porte para criar 22 milhões de suínos, disse o ministro da Agricultura, Han Changfu, em discurso na quinta feira. Segundo ele, a iniciativa deve ajudar 33 mil famílias rurais a saírem da pobreza, disse.

O surto da peste suína africana encolheu os plantéis de suínos do país e elevou os preços da carne de porco para nível recorde. Embora a China esteja importando quantidades recordes de carne, o governo disse que precisa aumentar a produção doméstica para atender à demanda. As criações de porcos de muitos fazendeiros foram atingidas pela peste suína, o que levou muitos a abandonaram a criação de suínos por receio de que os animais voltassem a ser contaminados.

"Vamos aproveitar os bons preços atuais da carne de porco e orientar grandes empresas suinícolas a liderar produtores de médio e pequeno porte em áreas pobres para recuperar a criação de suínos", disse Han.

A China pretende retirar cerca de 30 milhões de pessoas da pobreza em áreas rurais até 2020 em um plano trienal lançado em 2018. A China reduziu a pobreza de cerca de 10 milhões de residentes rurais em 2019, mas a meta ainda enfrenta dificuldades e desafios, disse o governo.

A China possui mais de 26 milhões de fazendas de suínos, das quais 99% criam menos de 500 suínos por ano, disse Wang Junxun, funcionário do Ministério da Agricultura, durante conferência de imprensa na semana passada. Esses criadores contribuíram com cerca da metade da produção anual de carne suína do país, afirmou.

É importante que os criadores recuperem o volume de suínos de modo a estabilizar a produção de carne de porco, disse Wang. A China planeja normalizar a capacidade de criação de suínos em 2021, apesar dos contínuos surtos da peste suína africana.

To contact Bloomberg News staff for this story: Shuping Niu em Beijing, nshuping@bloomberg.net