PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Índia pode abalar mercado com aumento da área plantada de cana

Pratik Parija e Manisha Jha

27/12/2019 12h16

(Bloomberg) -- A Índia pode sacudir o mercado global de açúcar novamente com a melhora das perspectivas para a safra de cana em 2020 devido ao aumento dos reservatórios.

As chuvas abundantes de monções deste ano elevaram os níveis de água dos reservatórios acima da média, o que, por sua vez, aumentará a quantidade de cana-de-açúcar plantada, segundo autoridades do setor e do governo indiano. A produção de açúcar no país deve se recuperar em 2020-21 em relação ao volume estimado na temporada atual, o nível mais baixo em três anos, disseram.

"A única coisa que pode parar as plantações de cana na Índia é a mão de Deus", disse Rahil Shaikh, diretor-gerente da trading Meir Commodities India.

As supersafras da Índia, que compete com o Brasil como a maior produtora mundial de açúcar, foram responsabilizadas por causar o excedente global do produto. Há dois anos os preços globais da commodity caem mais de 20%. Embora o mercado tenha se recuperado em 2019, em parte devido a problemas na Índia, o pessimismo pode voltar caso o país retome a produção recorde.

Os maiores produtores, irritados com os subsídios à exportação da Índia, apresentaram uma queixa na Organização Mundial do Comércio em uma tentativa de fazer o país reduzir os embarques. É improvável que a OMC consiga resolver o problema rapidamente, e a Índia talvez exporte quantidades significativas novamente, disse o Rabobank.

Reservatórios cheios

"Como a disponibilidade de água é maior nos reservatórios, espera-se que muitos agricultores em Maharashtra retornem à cana", disse Abinash Verma, diretor-geral da Associação Indiana de Usinas de Açúcar.

Os 120 maiores reservatórios da Índia tinham cerca de 140 bilhões de metros cúbicos de água em 19 de dezembro, 48% a mais que no ano anterior e 38% acima da média de dez anos, segundo dados do governo. Isso ajuda muito a safra de cana que está sendo plantada agora e pode aumentar a área cultivada nas principais regiões produtoras do país.

A área plantada no estado ocidental de Maharashtra deve superar 843 mil hectares em 2019-20, já que a maior umidade do solo e a disponibilidade de água têm incentivado agricultores a plantar mais cana-de-açúcar, disse Shekhar Gaikwad, comissário de açúcar no estado que é o segundo maior produtor da Índia.

A maior produção deve impulsionar os estoques de açúcar da Índia, aumentando potencialmente as vendas no exterior no próximo ano depois do déficit estimado para a temporada 2019-20, que pode ser o maior registrado em quatro anos. A Índia pretende exportar 6 milhões de toneladas de açúcar subsidiado este ano com o objetivo de reduzir seus enormes estoques de cerca de 14 milhões de toneladas - o suficiente para atender à demanda local do país por mais de seis meses.

"O clima é imprevisível e fazer previsões para a próxima temporada é difícil", disse Casper Burgering, economista sênior de commodities do ABN Amro Bank, em Amsterdã. "Mas acho que o governo está fazendo de tudo para manter a produção."

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórteres da matéria original: Pratik Parija em Nova Delhi, pparija@bloomberg.net;Manisha Jha London, mjha13@bloomberg.net