PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ensaios clínicos para tratamento de vírus ainda inconclusivos

Jason Gale

19/03/2020 15h17

(Bloomberg) -- Testes de medicamentos em pacientes com coronavírus na China produziram resultados variados. Um medicamento contra o HIV mostrou poucos benefícios, enquanto que um fármaco para a gripe fabricado pela Fujifilm Holdings resultou na eliminação mais rápida do vírus.

A combinação de lopinavir e ritonavir, comercializada pela AbbVie como Kaletra, não melhorou a condição de pacientes graves com Covid-19 nem evitou mortes em maior número do que o tratamento padrão em um ensaio randomizado e controlado de 199 pacientes. O estudo foi publicado na quarta-feira no New England Journal of Medicine.

Outro estudo com 80 pacientes que receberam o favipiravir da Fujifilm, ou Avigan, concluiu que o medicamento ajudou a eliminar o vírus de pacientes uma semana antes do que o fármaco para o HIV e foi associado à melhora dos sintomas no peito mostrados nas tomografias.

O estudo não randomizado com o favipiravir foi realizado com um grupo diferente de pacientes e posteriormente, quando os médicos podem ter descoberto melhores maneiras de tratar os infectados, disse em nota Umer Raffat, analista da Evercore ISI.

O ensaio clínico com o favipiravir é um bom indicador para outro antiviral, o medicamento experimental remdesivir da Gilead Sciences, que também é testado na China, disse Tyler Van Buren, analista da Piper Sandler. Os resultados do estudo com o remdesivir ainda não foram publicados.

"Se for bem-sucedido, poderá ser aprovado para uso amplo nos próximos meses, caso seja seguro; a exigência de eficácia no contexto da pandemia global atual é baixo", disse.

Os pacientes do estudo com o lopinavir e ritonavir também mostraram mais efeitos colaterais gastrointestinais, como vômitos e diarreia, do que aqueles que não receberam o medicamento no grupo de comparação. Quase 14% dos usuários do medicamento não conseguiram terminar a terapia de 14 dias, principalmente por causa de problemas gastrointestinais.

©2020 Bloomberg L.P.