PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Dow Jones fecha em alta de 1,28%

11/03/2016 18h52

Nova York, 11 mar (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta sexta-feira em alta de 1,28%, influenciado pelos preços do petróleo e os novos estímulos anunciados pelo Banco Central Europeu (BCE).

Ao final do pregão, o principal indicador da Bolsa de Nova York somou 218,18 pontos, para 17.213,31. Já o seletivo S&P 500 subiu 1,64%, até 2.022,19, enquanto o índice composto da Nasdaq avançou 1,85%, aos 4.748,74.

Wall Street conseguiu assim fechar com uma ascensão semanal de 1,52% no caso do Dow Jones Industrial, de maneira que já acumula quatro semanas consecutivas em alta, algo que não se via desde novembro do ano passado.

Os operadores em Nova York apostaram nas compras desde os primeiros compassos do pregão, estimulados pelo bom desempenho do petróleo: o barril do Texas terminou o dia em Nova York a US$ 38,50, enquanto o Brent, de referência na Europa, fechou em Londres cotado a US$ 40,34.

Os mercados também continuaram comemorando as novas medidas de estímulo monetário anunciadas ontem pelo Banco Central Europeu, em uma tentativa de estimular o crédito na zona do euro e evitar a deflação.

Todos os setores em Wall Street terminaram com lucros, entre os quais se destacaram o financeiro (2,69%), o energético (2,65%), o tecnológico (1,81%), o industrial (1,56%) e o de matérias- primas (1,52%).

A Pfizer (3,02%) liderou os avanços entre a imensa maioria dos 30 componentes do Dow Jones, na frente de Dupont (2,69%), Unitedhealth (2,47%), Nike (2,04%), Home Depot (2,03%) e Caterpillar (2,02%).

Também subiram mais de um ponto percentual Visa (1,98%), Microsoft (1,96%), Goldman Sachs (1,95%), Travelers (1,89%), Cisco Systems (1,75%) e Intel (1,63%), enquanto os destaques negativos ficaram por conta de Procter & Gamble (-0,64%) e Wal-Mart (-0,36%).

Em outros mercados, o ouro caía para US$ 1.251,2 a onça, enquanto a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos avançava até 1,979%.