Bolsas

Câmbio

Maioria dos integrantes do Fed é favorável a não subir os juros em abril

Washington, 6 abr (EFE).- A maioria dos membros do Federal Reserve (Fed, banco central) dos Estados Unidos é favorável a não elevar as taxas de juros em abril e deixá-las, pelo menos por mais um mês, na faixa atual de entre 0,25% e 0,50%, segundo as atas da última reunião do banco central divulgadas nesta quinta-feira.

As atas mostram que os responsáveis pela política econômica dos EUA esperam uma redução lenta das dificuldades da conjuntura econômica atual, por isso consideram que um novo aumento das taxas em abril poderia ser precipitado.

As atas das reuniões do Fed são divulgadas com um atraso de três semanas após cada uma de suas reuniões de política monetária e as reveladas hoje correspondem à reunião realizada entre 15 e 16 de março.

"De acordo com as expectativas e a estimativa dos riscos da perspectiva econômica, vários integrantes do Fed expressaram que uma atuação cautelosa na elevação dos juros seria prudente e enfatizaram sua preocupação de que um aumento em abril poderia indicar uma sensação de urgência que não consideram apropriada", segundo as atas.

No entanto, essa não foi uma opinião unânime, já que alguns dos integrantes presentes na reunião mostraram disposição para elevar os juros em abril "se os dados econômicos seguirem na linha do crescimento moderado, fortalecendo mais o mercado de trabalho e com a inflação alcançando 2% no médio prazo".

As taxas de juros nos EUA se encontram atualmente entre 0,25% e 0,50%, após a elevação de 0,25% realizada no fim do ano passado, a primeira em quase uma década.

Apesar de os integrantes do Fed terem indicado em dezembro que poderiam ocorrer aumentos nas taxas de juros em até quatro ocasiões durante o ano de 2016, os últimos eventos reduziram as expectativas dos mercados para entre uma e duas elevações.

A próxima reunião do Fed será entre os dias 26 e 27 de abril.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos