PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Odebrecht Óleo e Gás reforça área de Conformidade

31/10/2016 21h36

Rio de Janeiro, 31 out (EFE).- A Odebrecht Óleo & Gás (OOG) anunciou hoje a chegada de Nir Lander como novo líder da área de Conformidade. A reestruturação da equipe, com a chegada do Chief Compliance Officer (CCO), está alinhada ao processo de contínua evolução da estrutura de governança corporativa da Odebrecht Óleo & Gás. O CCO se reportará ao Comitê de Conformidade, órgão ligado diretamente ao Conselho de Administração da OOG. O Comitê de Conformidade é formado por três membros - dois conselheiros indicados pela Odebrecht e um independente.

Com as mudanças, a companhia busca se equiparar às práticas mais avançadas de conformidade e governança em vigor no mundo hoje. "A nova estrutura da empresa demonstra a independência no tratamento dos temas relacionados à Conformidade. O CCO ficará ligado ao Comitê de Conformidade, subordinado ao Conselho de Administração, dando-lhe total independência em relação à direção da empresa, com poderes de investigar até o CEO", afirma Roberto Simões, presidente da Odebrecht Óleo & Gás.

Engenheiro por formação, o israelense Nir Lander possui mais de 14 anos de experiência em empresa de grande porte, tendo construído uma sólida carreira nas áreas de Auditoria Interna, Combate à Fraude Corporativa e Conformidade. Lander chega à Odebrecht Óleo e Gás com a missão de implantar e disseminar as melhores práticas existentes no mercado, buscando tornar a empresa referência no assunto. "Nosso objetivo é aperfeiçoar e manter um Sistema de conformidade efetivo, com medidas que visam prevenir, detectar e remediar, de forma sistêmica, riscos de não cumprimento com as leis aplicáveis e ocorrência de quaisquer outras condutas não éticas", relata Lander.

Na liderança do Programa de Conformidade, o CCO terá como principais atribuições monitorar a exposição a riscos, gerenciar os trabalhos de auditoria interna, acompanhar os sistemas de controle interno, supervisionar o Canal Linha Ética, coordenar o Comitê de Ética, disseminar o Código de Conduta, coordenar ou autorizar investigações internas, realizar treinamentos e supervisionar as políticas empresariais e corretivas ligadas à conformidade.

Para reforçar o compromisso da empresa com a conformidade, a Odebrecht Óleo e Gás assumiu dois importantes compromissos no início do mês: aderiu ao Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU) e o Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção do Instituto Ethos. As duas iniciativas buscam promover um mercado mais íntegro e ético e são passos importantes para a empresa. Eles estão alinhados com o Compromisso Odebrecht para uma atuação com Ética, Integridade e Transparência.

Ancorado em 10 princípios, o Pacto Global é uma iniciativa que visa mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção, em suas práticas de negócios, de valores fundamentais e internacionalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. No mundo, 12 mil organizações já aderiram voluntariamente ao Pacto Global. Já o Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção tem como propósito unir empresas para promover um mercado mais íntegro e ético, erradicando a prática do suborno e a corrupção. De forma voluntária, a Odebrecht Óleo e Gás irá disponibilizar os principais indicadores relacionados aos dois pactos em seu relatório anual, onde detalhará ainda todas as ações que foram realizadas para corroborar os compromissos assumidos.