Opep reduz produção de petróleo para 32,5 milhões de barris diários

Viena, 30 nov (EFE).- A Opep decidiu nesta quarta-feira, em Viena, reduzir sua produção de petróleo para 32,5 milhões de barris diários (mbd) a partir de 1º de janeiro de 2017, o que representa a retirada de 1,2 mbd em relação ao nível de bombeamento de outubro.

"Chegamos a um acordo" para cortar até 32,5 mbd, disse a jornalistas o ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Khalid Al-Falih, após a 171ª conferência ministerial da Opep.

"Estamos extremamente satisfeitos. Este é o acordo que estávamos buscando. Traz estabilidade outra vez ao mercado e tira volatilidade. Dará um ímpeto para que os fluxos de investimento cheguem a um nível saudável no mercado", explicou o ministro saudita.

Falih afirmou que este acordo se baseia "em uma ampla participação, essencialmente de todos os países da Opep com três exceções (Indonésia, Nigéria e Líbia), assim como uma série de países de fora da Opep que contribuirão com 600 mil barris ao dia de redução de produção em 2017".

Na reunião de hoje foi decidida a suspensão temporária da Indonésia como membro da Opep, porque o país manifestou sua incapacidade de participar desta política de redução.

"Eles estavam em uma posição em que tinha que ser suspensa porque todas as decisões da Opep têm que ser unânimes", explicou o ministro venezuelano, Eulogio del Pino.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos