Bolsas

Câmbio

Preço do petróleo da Opep sobe 10,1% após acordo de Viena

Viena, 2 dez (EFE).- O preço do petróleo da Opep subiu 10,1% como reação ao acordo alcançado na quarta-feira para limitar a partir de janeiro a produção em 1,2 milhão de barris diários (mb/d), informou nesta sexta-feira a organização em Viena.

O preço passou de US$ 44,80 por barril, registrados na quarta-feira, até US$ 49,35 na quinta-feira, indicou hoje a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em Viena.

Os ministros da Opep decidiram em reunião realizada na quarta-feira na capital austríaca conter o bombeamento a partir de janeiro, com um máximo de 32,5 mb/d.

Este recorte, o primeiro desde o ano 2008, ocorre quando o preço do barril Opep se encontra em sua média anual mais baixa desde 2004 (US$ 39,77).

À baixa será preciso somar um recorte adicional de outros 600 mil barris diários por parte de outros países produtores alheios à Opep, como a Rússia, segundo anunciou o cartaz, o que poderia elevar o recorte mundial a um total de 1,8 mb/d.

O anúncio de recortar a oferta de petróleo teve um efeito imediato -já na quarta-feira- nos mercados, que viveram uma grande volatilidade nos dias prévios à reunião de Viena.

O novo teto de produção conjunto da Opep, responsável por um terço da oferta mundial de petróleo, entrará em vigor em janeiro e será válido durante seis meses, prorrogáveis por outros seis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos