PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Estivadores chilenos rejeitam acordo, e confrontos em Valparaíso aumentam

19/12/2018 17h21

Valparaíso (Chile), 19 dez (EFE).- Estivadores do porto de Valparaíso, no Chile, rejeitaram nesta quarta-feira o acordo fechado ontem à noite com o governo e organizaram uma manifestação, que acabou em enfrentamento com os Carabineros no centro da cidade.

"Por grande maioria, rejeitamos a última proposta do governo, vamos continuar com a paralisação e agora estamos nos organizando para uma greve nacional", afirmou o porta-voz movimento Pablo Klimpel.

Os manifestantes reivindicam aumento salarial e melhora nos turnos, e segundo Klimpel a proposta feita "foi insuficiente".

"Existe vontade de todos nós, mas também não podemos pedir que as pessoas mantenham a calma depois de 33 dias de greve", argumentou ele, enquanto trabalhadores enfrentavam a Polícia perto dali.

O porta-voz dos estivadores adiantou que já conversou com trabalhadores de outros portos para iniciar uma paralisação nacional ainda hoje.

Ontem, e após uma reunião de seis horas entre o governo e os dirigentes dos grevistas, o ministro do Trabalho, Nicolás Monckeberg, disse aos jornalistas que tinha assinado um "pré-acordo" na esperança de que as mobilizações terminassem. EFE