PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Piñera inaugura cabo de fibra óptica no Chile ao lado de executivo da Huawei

28/05/2019 16h32

Santiago, 28 mai (EFE).- O presidente do Chile, Sebastián Piñera, inaugurou nesta terça-feira um cabo de fibra óptica de quase três mil quilômetros de extensão acompanhado de representantes da Huawei, companhia chinesa que participou da instalação através do sul do país sul-americano.

"Estamos comemorando o fim da implantação do que chamamos de Fibra Austral", destacou Piñera na cerimônia realizada a bordo de um navio em Puerto Montt, a mil quilômetros de Santiago, acompanhado de Dou Yong, máximo representante da Huawei no Chile.

O cabo submarino Fibra Óptica Austral (FOA), de 2.880 quilômetros de extensão sob o mar e 100 quilômetros em terra, melhorará a conectividade das regiões de Los Lagos, Aysén e Magallanes, entre Puerto Montt e Puerto Williams, no Canal Beagle.

A Fibra Óptica Austral (FOA) "chegou da China e são quase três mil quilômetros de cabos submarinos", ressaltou Piñera, que acrescentou que a obra "permite saldar uma dívida que tínhamos com essas regiões".

A área coberta pelo cabo representa quase um terço do território chileno e seus habitantes poderão agora ter acesso a todos os serviços de telecomunicações existentes através de uma infraestrutura de alta capacidade de transmissão de dados.

"Já estamos pensando em uma eventual extensão até a Antártida, porque sempre que um projeto termina é preciso pensar no próximo", disse o presidente chileno, que também anunciou um investimento de 90 bilhões de pesos chilenos (US$ 130 milhões) para completar a rede nacional de fibra óptica, que permitirá "acabar com a exclusão digital que existe hoje no Chile".

Tal lacuna, detalhou Piñera, "ainda mantém 44% das famílias chilenas sem acesso à internet de alta velocidade e capacidade", por isso a fibra óptica nacional será "uma verdadeira estrada digital, que permitirá a integração ao mundo da modernidade".

Dou Yong, por sua vez, afirmou que o Chile é um país de referência na América Latina porque "é um mercado muito aberto e transparente e também um mercado muito interessante".

"Olhamos para o Chile como uma referência para toda a região da América Latina, portanto vamos continuar com esta contribuição e vamos continuar trabalhando duro para isso", comentou o executivo ao término da cerimônia.

Sobre o cabo inaugurado hoje, Dou Yong destacou que o mesmo "ajuda a fornecer um serviço similar ao das regiões metropolitanas, com uma conexão para as três regiões do sul do Chile".

Para a Huawei, que vem sendo alvo de vetos e pressões dos Estados Unidos como parte da guerra comercial entre Washington e Pequim, "este é um feito muito importante de contribuição pública e vamos continuar olhando para esta área para continuar com essa contribuição", frisou o executivo da companhia. EFE