PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Tepco apresentará plano de descontinuação de cinco reatores de usina nuclear

26/08/2019 09h02

Tóquio, 26 ago (EFE).- A companhia elétrica japonesa Tokyo Electric Power Company (Tepco) afirmou nesta segunda-feira que contempla a descontinuação de cinco reatores nucleares de sua usina de Kashiwazaki-Kariwa, a maior do mundo por capacidade, e que está inoperativa desde 2011.

A Tepco mostrou disposição em desmantelar alguns ou todos os reatores (5) da usina conhecida como "KK" e situada em Niigata (noroeste do país), uma condição que era reivindicada pelas autoridades locais para permitir à empresa reativar as unidades 6 e 7 desta planta.

Assim anunciou o prefeito da cidade de Kashiwazaki, Masahiro Sakurai, após manter uma reunião com responsáveis da Tepco para tratar sobre a situação desta usina, que da mesma forma que a maioria das centrais japonesas, permanece desativada por causa do acidente causado em Fukushima pelo terremoto e o posterior tsunami de 11 de março de 2011.

As autoridades locais exigiam que a Tepco descontinuasse parte dos reatores mais antigos da usina como condição para autorizar a empresa a reativar as unidades 6 e 7, as mais modernas desta planta inaugurada em 1984 e as únicas que contam com a aprovação da Autoridade de Regulação Nuclear (NRA) para voltar a funcionar.

A reativação parcial da "KK" é considerada prioritária para a empresa energética com vistas a equilibrar suas contas, sobre as quais pesam os custos multimilionários do desmantelamento da acidentada usina de Fukushima, um processo que levará várias décadas.

Apesar de a Tepco ter obtido sinal verde do regulador nuclear em 2017 e renovado as instalações para melhorar a segurança, a empresa não pôde reativar os reatores 6 e 7 devido à oposição da população local, do Governo da prefeitura de Niigata e da prefeitura de Kashiwazaki. EFE