PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Argentina aplicará restrições aéreas por conta da Covid-19 a partir de terça

13/03/2020 15h33

Buenos Aires, 13 mar (EFE).- O governo da Argentina ordenou nesta sexta-feira que a suspensão de voos das áreas afetadas pelo coronavírus decretada ontem comece a entrar em vigor a partir da próxima terça, para permitir até então o retorno de residentes do país.

O ministro dos Transportes, Mario Meoni, através de uma nota dirigida à Administração Nacional de Aviação Civil (ANAC), instruiu as companhias aéreas afetadas pela restrição a operar até segunda-feira voos da Europa, Estados Unidos, Coreia do Sul, Japão, China e Irã.

O Ministério dos Transportes disse que esse período foi concedido até a próxima segunda-feira, inclusive, "com o objetivo de atender a circunstâncias humanitárias de necessidade excepcional que permitam o retorno às residências de passageiros e tripulações residentes" na Argentina.

Ontem, o presidente argentino, Alberto Fernández, assinou um decreto de necessidade e urgência para declarar uma emergência de saúde devido ao coronavírus e adotou, entre outras medidas, a suspensão por 30 dias de voos internacionais de passageiros provenientes das "áreas afetadas" pela doença.

O decreto estabelece como "áreas afetadas" pela pandemia da Covid-19 os países-membros do espaço Schengen, da União Europeia, Reino Unido, Estados Unidos, Coreia do Sul, Japão, China e Irã.

Segundo o Ministério dos Transportes, a partir da próxima terça-feira, a estatal Aerolineas Argentinas será autorizada exclusivamente a realizar as operações de transferência de e para as áreas afetadas.

Os casos de coronavírus na Argentina subiram para 31, após dez novas confirmações ontem.

Desde que o primeiro caso foi divulgado, no último dia 3, até agora todos foram casos "importados" - um deles morreu no último dia 7. EFE

nk/phg