PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

PIB russo terá retração de 8% a 10% neste ano devido a sanções

29/04/2022 17h10

Moscou, 29 abr (EFE).- O Produto Interno Bruto (PIB) da Rússia sofrerá uma retração de 8% a 10% neste ano devido às sanções ocidentais impostas ao país durante sua invasão da Ucrânia, o que representa o pior resultado desde 1994, quando o tombo foi de 12,7%.

"O ambiente externo para a economia russa continua desafiador e restringe significativamente a atividade econômica", disse o Banco Central russo após uma reunião regular de seu conselho de administração, que publicou previsões macroeconômicas pela primeira vez desde o início da ofensiva militar, em 24 de fevereiro.

Segundo o BC russo, a economia do país voltará a crescer "gradualmente em meio a uma transformação estrutural", com alta no quarto trimestre de 2023 entre 4% e 5,5% em comparação com o mesmo período em 2022.

Mesmo assim, para o ano que vem como um todo, a economia russa não deve crescer, ficando em uma faixa de -3% a 0%. Já para 2024, a expectativa é de que o PIB cresça de 2,5% a 3,5%.

O conselho de administração do Banco da Rússia também baixou a taxa básica de juros em 300 pontos, para 14%, argumentando que "os riscos financeiros e de estabilidade de preços não estão mais aumentando".

"Dados semanais recentes indicam uma desaceleração nas taxas atuais de aumento de preços devido a um fortalecimento do rublo e um resfriamento da atividade dos consumidores", disse o BC russo. EFE