PUBLICIDADE
IPCA
0,67 Jun.2022
Topo

Biden atribui quedas no PIB a ações do Fed contra inflação

28/07/2022 18h49

Washington, 28 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden atribuiu nesta quinta-feira os tombos do Produto Interno Bruto (PIB) às ações do Federal Reserve (Fed) para combater a inflação e insistiu que o país está "no caminho certo" para se recuperar economicamente.

"Depois do crescimento econômico histórico do ano passado, e tendo recuperado os empregos do setor privado que tinham sido perdidos durante a pandemia, não é surpresa que a economia esteja desacelerando à medida em que o Fed age para reduzir a inflação", disse Biden em um comunicado.

Entretanto, ele reiterou que os EUA estão "no caminho certo" e disse estar confiante que o país sairá "mais forte e seguro".

O presidente americano reagiu com essas palavras à divulgação dos dados do PIB, que caiu 0,9% no segundo trimestre e acumula duas quedas trimestrais consecutivas - cenário que muitos analistas classificam como recessão técnica.

Porém, a Casa Branca vem alegando há dias que existem outros fatores, como a força do mercado de trabalho ou os gastos dos consumidores, ambos em bom estado, que devem ser levados em conta ao avaliar o estado da economia como um todo.

Biden não mencionou a palavra "recessão" em seu comunicado. Ele argumentou que o mercado de trabalho permanece "historicamente forte", com taxa de desemprego em 3,6% - praticamente pleno emprego - e 1 milhão de postos de trabalho criados somente no segundo trimestre.

Ele também disse que os gastos dos consumidores continuam a crescer, em sinal de recuperação econômica.

"Meu plano econômico está focado na redução da inflação sem abrir mão dos ganhos econômicos que obtivemos", declarou.

Em junho, a taxa de inflação na maior economia do mundo ficou em 9,1%, um patamar que não se via desde 1981.

Em resposta, o Fed aumentou os juros quatro vezes desde março, a última delas ontem, quando o fez em 0,75 ponto, para uma faixa de 2,25% a 2,5%. EFE