Trump reitera plano de restringir importação de aço dos EUA

Washington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reafirmou seu plano de impor novas restrições à importação de aço, embora não tenha dado detalhes sobre como pode proceder. "O aço é um grande problema", disse Trump a repórteres durante um voo para a França. Trump reclamou que os EUA sofreriam com suposto dumping no setor. "E eu estou acabando com isso."

Questionado sobre que tipo de medidas ele usaria, o presidente respondeu: "Há duas maneiras - cotas e tarifas. Talvez eu use as duas."

As declarações foram dadas por Trump na quarta-feira, mas não foram tornadas públicas até a tarde desta quinta-feira. Elas foram respostas a questões de repórteres que viajavam com ele a Paris para um encontro com o presidente francês, Emmanuel Macron, nas celebrações do Dia da Bastilha.

No fim de abril, Trump e o secretário de Comércio, Wilbur Ross, anunciaram que estudariam a possibilidade de impor novos limites à importação de aço em nome da "segurança nacional". O presidente disse várias vezes que pretendia fazer isso até o fim de junho. O processo, porém, atrasou em meio a debates com assessores, bem como pela forte pressão de parceiros comerciais do país e de consumidores americanos de aço.

Em suas declarações da quarta-feira, Trump não disse quando pode impor novas medidas, nem como elas devem ser aplicadas. O presidente disse que o problema "não é apenas a China, mas outros", sem especificar. Fonte: Dow Jones Newswires.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos