Bolsas

Câmbio

Alitalia terá de indenizar passageira por não servir refeição judaica

Jéssica Diez Corrêa

São Paulo

  • Shutterstock

A companhia aérea italiana Alitalia terá que indenizar por danos morais a passageira Ilana Segal, que ficou sem receber a alimentação kosher, específica do judaísmo, durante um voo do Rio para Tel Aviv. O valor foi fixado em R$ 6 mil pelo Tribunal de Justiça do Rio.

De acordo com Ilana, que solicitou a refeição especial por e-mail, a companhia confirmou o pedido e chegou a enviar fotos do cardápio. No voo, porém, não forneceu a comida solicitada.

Como sua religião a impede de ingerir qualquer outro alimento, a passageira passou o trajeto de 15 horas e 50 minutos entre Brasil e Israel em jejum.

A Alitalia informou que "lamenta os transtornos pontuais causados para a passageira em questão e reafirma que a companhia aérea preza pelo excelente serviço aos seus clientes". A empresa afirma ainda que em todo o mundo, inclusive nas rotas com origem no Brasil, oferece diariamente mais de 15 tipos de refeições especiais, agrupadas em três categorias: dieta médica, religiosas e para crianças.

Piloto e copiloto nunca comem a mesma refeição

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos